Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Setembro 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Vila de Rei | Privado investe 1 ME no hotel da vila para aumentar oferta e subir para 4 estrelas

A Câmara Municipal de Vila de Rei aprovou na reunião ordinária pública de 19 de março a venda do edifício do Hotel Vila de Rei*** à empresa AlmaRei Unipessoal, Lda, entidade concessionária do espaço desde 31 de março de 2017. O hotel será vendido por ajuste direto, após proposta no valor de 300.000,00€ pela empresa. O investimento total, incluindo a compra do edifício, ronda 1 milhão de euros, com mais de 700 mil euros previstos para obras de requalificação, aumento do número de quartos de 17 para 40, construção de piscina exterior coberta e criação da valência de spa, entre outros.

- Publicidade -

A decisão de venda do edifício tinha já sido aprovada por maioria do executivo municipal a 5 de março. No contrato prevê-se que o investimento, que inclui além das obras de beneficiação do edifício, arranjos exteriores e aquisição de equipamentos, mobiliário e roupas, a expansão das instalações do edifício que contemplam, vá também permitir o aumento da capacidade hoteleira com a subida de 17 para 40 quartos.

Também prevista está a criação de novas valências de bem-estar e lazer, caso da construção de uma piscina exterior coberta e um spa interior (com piscina, sauna, banho turco e jacuzzi).

- Publicidade -

Estes investimentos têm em vista a passagem da unidade hoteleira da categoria de 3 para a categoria de 4 estrelas. Uma das contrapartidas é garantir que a atividade hoteleira se mantém até ao final de 2030.

Um dos 17 quartos de que a unidade dispõe atualmente. Com o novo investimento a categoria será superior, ascendendo às 4 estrelas e aumentando a capacidade para 40 quartos. Foto: Hotel Vila de Rei

As obras orçam num valor de 704.950,00 €, que acrescem aos 300 mil euros da compra do edifício, propriedade da Câmara Municipal e datado da década de 90.

Mediante o contrato, o prazo para a realização das obras prevê que a 1ª fase decorra entre março a junho de 2021 e a 2ª fase entre novembro de 2021 a março de 2022.

A empresa AlmaRei Unipessoal, Lda tem um prazo de 90 dias, a partir da assinatura do contrato, para dar início aos trabalhos e um prazo final de 18 meses para a conclusão das obras. O não cumprimento destas condições, que estarão incluídas na escritura de compra e venda e no respetivo registo predial, determinará a reversão do terreno e do edifício, incluindo as benfeitorias realizadas, para o Município de Vila de Rei, sem qualquer tipo de pagamento.

O Hotel dispõe ainda de um restaurante e bar onde se podem degustar iguarias típicas do concelho e da região e acolher eventos. Foto: Hotel Vila de Rei

Ricardo Aires, presidente da Câmara de Vila de Rei, vê este investimento com bons olhos, crendo que é “uma ótima notícia” para o concelho, requalificando e melhorando o maior espaço hoteleiro do concelho.

“O funcionamento deste espaço na sua plenitude vai dar um importante contributo para o desenvolvimento turístico e económico do concelho e de toda a região, reforçando igualmente o serviço e os equipamentos das áreas da restauração e do alojamento”, afirma Ricardo Aires.

Recorde-se que a unidade hoteleira, pertença do município e datado da década de 90, reabriu portas a 31 de março de 2017 como Hotel Vila de Rei, com a empresa AlmaRei enquanto concessionário responsável pela sua exploração e sucedendo à antiga Albergaria D. Dinis. Desde início que a empresa manifestou intenção de subir a categoria daquela unidade para 4 estrelas, algo que o Município também ambicionava juntamente com a ambição do alcance de viabilidade económica do hotel com melhoria da oferta.

A autarquia já havia admitido não ter disponibilidade financeira para investir naquele infraestrutura, nem poder candidatar-se a qualquer fundo da área do turismo para o efeito, entendendo que a opção mais acertada e viável estaria nas mãos do privado, algo que veio a concretizar-se.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome