Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Outubro 21, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Vila de Rei | Orçamento Municipal para 2019 aumenta um milhão de euros

O Executivo da Câmara de Vila de Rei aprovou por maioria, na sexta-feira, 17 de novembro, o Orçamento Municipal para o próximo ano no valor de 8 milhões e 280 mil euros, mais cerca de um milhão de euros do que o aprovado para 2018. Um orçamento que vai na linha do anterior. Segundo Ricardo Aires, o Município de Vila de Rei continua a apostar na Ação Social, Saúde e Educação, lembrando que em 2018 foram aumentados e consolidados alguns apoios.

- Publicidade -

O presidente da Câmara Municipal de Vila de Rei, Ricardo Aires (PSD), explicou ao mediotejo.net que as “linhas estratégicas” do Orçamento Municipal e Plano para 2019 centram-se no “investimento na Educação, na Saúde e na Ação Social”.

O aumento de cerca de um milhão de euros em relação ao Orçamento Municipal transato é de “fácil” explicação. “Graças às eleições legislativas o Governo aumentou Fundo de Equilíbrio Financeiro (FEF) da Câmara Municipal de Vila de Rei em 5.8% e com as candidaturas que garantem financiamento a fundos comunitários e estatais que fizemos ao longo deste ano, com repercussão em 2019 e 2020”, explicou.

- Publicidade -

Esta é “uma aposta no âmbito da aproximação aos próprios cidadãos”, procurando fornecer serviços especializados, equipamentos e apoios que visam facilitar o seu quotidiano como seja a Saúde, a Ação Social, a Educação e os estímulos à atividade económica. Áreas que contam igualmente para o autarca como “obra” falando em “acarinhar as pessoas” reconhecendo ser “muito difícil” viver no interior apesar dos estímulos. Uma fatia que contabiliza mais de 60% dos Orçamento Municipal.

Todos os apoios municipais à Educação são para manter, garante o presidente, uma vez que a Câmara comparticipa totalmente na aquisição de manuais escolares para o 2º e 3º Ciclo e ensino secundário e ainda oferece livros complementares.

“O Governo anunciou a gratuitidade até ao 12º ano. Fico satisfeito que o Governo tome essa decisão seguindo o exemplo da CM de Vila de Rei. Mas paralelamente estamos a oferecer desde o 1º ano até ao 12º ano os livros de fichas”, disse o presidente.

Assim, o Plano Plurianual de Investimentos para 2019 incorpora a previsão de despesas de investimento no valor de 2. 577.400,00 euros. A aposta centra-se nas funções sociais (67,03%) designadamente na Educação, Saúde, Ação Social, Habitação, Serviços Coletivos, Cultura e Desporto, seguido das funções económicas (22,80%) designadamente nos transportes, vias de comunicação, turismo, indústria e energia.

Prossegue-se a estratégia adotada em anos anteriores no sentido de “criar condições que propiciem a criação de emprego, a fixação de jovens, melhorias ao nível da educação e da qualidade de vida”, lê-se no documento aprovado por maioria em reunião de Câmara Municipal.

Reunião de Câmara Municipal de Vila de Rei

A Grandes Opções do Plano centram-se, então, em áreas específicas de apoio aos vilarregenses concretizando na prática políticas de proximidade como por exemplo o Espaço do Cidadão, Julgado de Paz, Gabinete de Inserção Profissional e videoconferências (nos julgamentos) e de apoio aos mais necessitados e respetivas famílias.

Também a atração de investimento e promoção do turismo são componentes do pretendido desenvolvimento socioeconómico, razão pela qual a autarquia decide promover apoios à instalação de empresas, a investimentos ligados à área turística e social, promoção dos produtos endógenos, à participação em feiras nacionais e internacionais e à realização de diversos eventos com vista à concretização deste objetivo.

A maior obra a realizar durante o ano de 2019, no concelho de Vila de Rei, será então “a remodelação da ETAR da Fundada e também a remodelação da rede de água e saneamento na sede de concelho da freguesia da Fundada” um investimento que ronda um milhão de euros, explicou Ricardo Aires.

Nas obras do próximo ano contam-se ”quatro ETAR: Milreu, Carrascal, São João do Peso e Fundada e neste momento já está em obra o Parque da Vila e a zona industrial do Souto, em intervenção de ampliação”.

O Orçamento Municipal para 2019 contempla ainda uma previsão relacionada com a descentralização. “Vai implicar uma nova receita que tem de vir obrigatoriamente com um pacote financeiro, senão é impensável!” afirmou Ricardo Aires, explicando tratar-se apenas de uma previsão de contratação de recursos humanos. “Não quer dizer que se contrate, vamos ver”, disse, assegurando ser favorável à descentralização.

Ricardo Aires lembra que desde 2015 existe no concelho o programa “Aproximar” sendo o Município a comportar os salários dos funcionários da Escola, apesar da comparticipação do Ministério da Educação.

As Grandes Opções do Plano foram aprovadas pela maioria social democrata, com abstenção do vereador eleito pelo Partido Socialista, Luís Santos, apesar de concordar com o investimento em áreas como a Educação e a Ação Social. No entanto, esclareceu tratar-se de “um voto político”.

O vereador da oposição justificou o seu voto com diferentes apostas socialistas. “Se o Orçamento fosse do PS seria de outra forma, teria outras intenções, ou seja a preocupação com o social não deixava de existir mas havia reforço em outras áreas”, explica.

Luís Santos disse não ter votado contra porque “o Executivo tem maioria e toda a legitimidade para governar conforme as suas opções”.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome