Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quinta-feira, Dezembro 2, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Vila de Rei | Obras de requalificação em Fundada avançam “a bom ritmo”

As obras de requalificação da freguesia de Fundada estão a decorrer com normalidade e “a bom ritmo”, segundo a Câmara Municipal de Vila de Rei. Já se procedeu a abertura de valas com vista a trabalhar na substituição das redes de água e esgotos. Os trabalhos encontram-se adjudicados à empresa Diamantino Jorge e Filhos, Lda, pelo valor de 1.563.715,87€ + IVA.

- Publicidade -

Segundo a autarquia, as obras a realizar incluem a substituição das redes de água e esgotos, bem como a posterior pavimentação das vias, e a criação de uma nova ETAR na freguesia, sendo que já se encontram abertas mais de 50% das valas na aldeia de Silveira e mais de 30% na localidade de Fouto.

A remodelação da rede de tratamento de águas residuais sofrerá uma reestruturação por forma a encaminhar todas as águas recolhidas para uma única ETAR com processos de tratamento mais adequados e modernos. Para tal, as infraestruturas existentes serão remodeladas de modo a tanto incorporar uma estação elevatória, caso seja necessário, como realizar novos coletores/emissários que encaminhem as águas residuais para a nova ETAR, pode ler-se em informação da CM Vila de Rei.

- Publicidade -

Na mesma informação, Ricardo Aires, autarca vilarregense, sublinha a importância destes trabalhos como contributo para a “manutenção e melhoria da qualidade de água que chega até às habitações, bem como melhorar e modernizar o tratamento de águas residuais”.

“Lamentamos os incómodos que os trabalhos possam estar a causar de momento, prometemos ser o mais breves possível, mas destacamos a importância e a mais-valia que estas obras vão proporcionar aos seus habitantes”, termina.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome