Vila de Rei | Novas vias cicláveis e pedonais vão unir zona histórica às escolas e Complexo desportivo

A sede de concelho de Vila de Rei quer apostar na mobilidade sustentável e vai criar novas infraestruturas e acessibilidades para unir a zona histórica à área envolvente a pé e de bicicleta, nomeadamente à zona das escolas e complexo desportivo, bem como ao parque da vila e ao troço da EN2 que a atravessa, promovendo um maior aproveitamento dos espaços e ligações. Tal será possível através da instalação de um anel ciclável e de uma rede pedonal, com a requalificação da Calçada da Fonte, lugar de confluência entre o centro histórico e a zona do Carrascal, nomeadamente onde se situa o Parque da Ribeira da Vila.

PUB

Segundo a autarquia, os trabalhos devem iniciar brevemente, começando com a requalificação da rua da Calçada da Fonte, para a criação de um anel ciclável e pedonal. A obra estará a cargo da empresa Américo R. Rolo – Construções, Lda, pelo valor de 499.332,31€ + IVA, por um prazo de execução de nove meses.

Ricardo Aires, presidente da CM Vila de Rei, refere que estas obras vão abrir “uma via de acesso primordial e estruturante para Vila de Rei, com ligação direta entre o centro histórico da Vila e a zona onde se encontram os equipamentos desportivos, de educação, sociais e a zona verde do Parque da Ribeira da Vila”.

PUB

Os trabalhos de beneficiação inclue, além da requalificação da rua da Calçada da Fonte, que liga a zona histórica da sede de concelho à zona das escolas e equipamentos desportivos, a criação de uma rede pedonal até à aldeia de Cidreiro e uma rede ciclável, até junto ao Hotel Vila de Rei, com passadiço em madeira desde o Parque da Ribeira da Vila até junto ao posto de combustível na EN2″, lê-se em comunicado da autarquia.

A rua da Calçada da Fonte, adjacente ao centro histórico vilarregense, faz ligação à zona do Carrascal, das escolas, Complexo desportivo e IPSSs e GNR. O Município pretende requalificar e motivar o usufruto desta via, incluída num dos percursos pedestres do concelho. Créditos: CMVR

Também nesta zona, junto ao Complexo de Piscinas, arrancarão os trabalhos de beneficiação e ampliação do skate park, que irá ter novos equipamentos e rampas para a prática de skate, bicicleta ou patins. Esta obra terão um custo de 44.996,00€ + IVA e um prazo de execução de três meses, tendo sido adjudicada à empresa APSKATERAMPS, Unipessoal Lda.

“Os trabalhos incluem a criação de quatro rampas e um curb que vão assim criar melhores condições para a prática de diferentes modalidades e de um maior número de manobras”, refere a autarquia em nota de imprensa, frisando que a modalidade tem atraído grande número de praticantes em Vila de Rei, situação que motivou a ampliação e criação de melhores condições para a sua prática e frequência do skate park.

PUB
PUB
Joana Rita Santos
Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).