Vila de Rei | Município sensibiliza população para melhor uso da rede de saneamento

O Município de Vila de Rei tem estado a desenvolver uma campanha de sensibilização junto da comunidade para um melhor uso das redes de saneamento, evitando entupimentos e obstruções. Já não é a primeira vez que a autarquia sensibiliza para o tema, uma vez que no início de 2019 alertou a população para o mau uso da rede que levou a reforço da vigilância aos equipamentos.

A CM Vila de Rei dá conta da presença de “quantidades significativas de resíduos nos esgotos, como toalhetes, fraldas, cotonetes, cabelos, óleo, pensos higiénicos ou preservativos”, deixando o alerta para o facto de estes resíduos poderem “gerar entupimentos nas redes de transporte das águas residuais até às ETARs e contribuir para a degradação de infraestruturas que dificultam os próprios processos de tratamento de águas residuais, essenciais para garantir uma devolução ambientalmente correta dos efluentes”.

“Não utilize a sanita como caixote do lixo. Seja responsável, colabore connosco!” é o mote utilizado pela autarquia na tentativa de sensibilizar os vilarregenses para um uso mais cuidadoso e correto da rede de saneamento.

PUB

PUB
Joana Rita Santos
Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).