Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Vila de Rei | Município representado na Associação da Rota da EN2

O município de Vila de Rei foi um dos 21 concelhos que se fizeram representar na constituição formal da Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2 (EN2), numa cerimónia realizada no dia 5 de novembro em Santa Marta de Penaguião.

- Publicidade -

Segundo informação da autarquia, a assinatura da escritura da Associação juntou 21 autarquias, sendo que 10 outros municípios garantiram igualmente a sua adesão, estando apenas a aguardar a aprovação das respetivas Assembleias Municipais.

Esta associação pretende aproveitar todo o potencial paisagístico e patrimonial da EN2, com um projeto de dinamização desta estrada histórica que levará os seus visitantes a uma viagem única pelo País, tendo como um dos objetivos um projeto de internacionalização, através da concretização da geminação da EN2 com a “Route 66”, nos Estados Unidos da América, e com a “Ruta 40”, na Argentina.

- Publicidade -

Paulo César Luís, vice-presidente vilarregense e responsável pelo pelouro do Turismo, justifica que “com uma histórica ligação à Estrada Nacional 2, Vila de Rei tinha de fazer parte deste projeto que pretende requalificar e revitalizar a EN2. Este projeto vai ainda conseguir criar riqueza nos vários Municípios que dele fazem parte, através da divulgação da cultura, gastronomia e produtos endógenos dos diferentes territórios que atravessa.”

Recorde-se que a Estrada Nacional 2 (EN2) liga Chaves a Faro numa distância de 738 quilómetros, atravessando territórios tão diferenciados como as vinhas do Douro, a zona do Pinhal e o Centro Geodésico de Portugal, as planícies alentejanas ou as praias algarvias.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here