- Publicidade -

Sexta-feira, Janeiro 21, 2022
- Publicidade -

Vila de Rei | Montras Natalícias e Presépios Tradicionais a concurso já podem ser visitados

O Município de Vila de Rei encarna o espírito natalício e consigo traz mais uma edição do habitual Concurso de Montras Natalícias e de Presépios Tradicionais. Até 8 de janeiro, quem passear por Vila de Rei poderá encontrar 56 montras de estabelecimentos comerciais com adereços a rigor e com o brilho e magia do Natal. Também na Biblioteca Municipal aguardam os presépios tradicionais, feitos a partir de materiais recicláveis e com matéria-prima típica da região. O público pode votar e eleger as suas montras e presépios preferidos até ao dia 31 de dezembro.

- Publicidade -

No caso das montras, o voto pode ser deixado em qualquer estabelecimento participante no concurso. A lista de estabelecimentos aderentes pode ser consultada em www.cm-viladerei.pt

As sete montras mais votadas pelo público e por um júri nomeado para o efeito serão premiados da seguinte forma: 1º lugar – 150€; 2º lugar – 130€; 3º lugar – 100€; 4º lugar – 70€; 5º ao 7º lugar – 50€.

- Publicidade -

Simultaneamente, o Concurso de Presépios Tradicionais, na Biblioteca Municipal José Cardoso Pires, conta com nove presépios a concurso. Esta exposição de presépios pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 0900 às 17h30.

Na categoria de Presépios Tradicionais, os três presépios mais votados pelo público e por um júri nomeado para o efeito, em cada uma das categorias, serão premiados com 100€ para o primeiro classificado, 75€ para o segundo e 50€ para a terceira posição.

- Publicidade -

O concurso volta a incentivar o uso de materiais recicláveis e a utilização de matérias-primas existentes na região para a construção dos trabalhos, ao mesmo tempo que revitaliza o simbolismo dos presépios e das tradições natalícias.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome