Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Setembro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Vila de Rei | Já são conhecidos os vencedores do concurso de Montras de Natal

O última edição do concurso de montras natalícias inspirou os estabelecimentos comerciais de Vila de Rei a vestirem-se das cores, elementos e objetos alusivos à quadra, entrando em competição numa mostra que teve lugar entre os dias 1 de dezembro de 2020 e 9 de janeiro de 2021.

- Publicidade -

Este ano os cinco vencedores são:
1º Prémio: “PicoNatal”, de “Sorrisos Boémios Café” – Fundada;
2º Prémio: “O Peso do Natal”, de Café São João – São João do Peso;
3º Prémio: “Picoto – Centro Geodésico de Portugal”, de Auto Reparador VilRei, Lda – Vila de Rei;
4º Prémio: “As Fadas do Natal”, de “Pip’Arte – Costura Criativa” – Vila de Rei;
5º Prémio: “O Brilho das Candeias que Iluminam o Caminho da Esperança”, de DecorMegas – Vila de Rei.

As cinco montras mais votadas pelo público e por um júri nomeado para o efeito são premiadas com 150€ para a primeira classificada, 130€ para a segunda, 100€ para a terceira, 70€ para a quarta e 50€ para a quinta posição.

- Publicidade -

O júri foi composto por um elemento da Associação Comercial e Empresarial de Abrantes, Constância, Sardoal, Mação e Vila de Rei, um membro da Câmara Municipal de Vila de Rei e por um professor do Agrupamento de Escolas do Centro de Portugal. Também o público que visitava as montras a concurso foi convidado a votar nos seus favoritos, com a sua votação a valer 10% da decisão final para atribuição dos prémios.

O concurso, promovido há vários anos pelo Município de Vila de Rei, tem por objetivo incentivar o uso de materiais recicláveis e a utilização de matérias-primas existentes na região para a construção dos trabalhos, revitalizando as tradições e a magia da época natalícia.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome