- Publicidade -

Terça-feira, Janeiro 18, 2022
- Publicidade -

Vila de Rei | ‘Feira de Enchidos, Queijo e Mel’, cestaria e tecelagem candidatos às ‘7 Maravilhas’

A Feira de Enchidos, Queijo e Mel, assim como a cestaria e a tecelagem típicas do concelho de Vila de Rei são candidatos às “7 Maravilhas da Cultura Popular”. A cestaria e a tecelagem concorrem na categoria de “Artesanato”, enquanto que a Feira de Enchidos, Queijo e Mel faz parte da categoria de “Festas e Feiras”, deu conta a autarquia.

- Publicidade -

A Feira de Enchidos, Queijo e Mel, que se realiza anualmente entre o final de julho e início de agosto, e que conta já com mais de 30 edições, é uma mostra daquilo que melhor se faz, produz e existe no concelho de Vila de Rei, em vários setores. Desde gastronomia, produtos endógenos, empresas e produtores locais, turismo e cultura, são áreas que preenchem o cartaz deste certame que atrai pessoas da região e promove o encontro e reencontro das gentes vilarregenses, nomeadamente com o regresso de emigrantes ao concelho por altura das férias de verão.

Integradas na candidatura, e também com selo de nomeadas para as 7 Maravilhas, estão as artes da cestaria e da tecelagem, que prevalecem no concelho pelas mãos de artesãos de mão cheia.

A cestaria também é candidata às 7 Maravilhas da Cultura Popular. Na foto, produção dos cesteiros da aldeia de Aveleira, os irmãos José Luís e Abel, dos últimos a preservar a arte de cultivar e transformar o vime. Foto: mediotejo.net
- Publicidade -

Também estes são responsáveis pelos produtos vendidos na loja de produtos locais, expostos em mercados e feiras da região e por ocasião da Feira de Enchidos, Queijo e Mel, como embaixadores de Vila de Rei e da tradição e costumes, preservados pelos últimos artesãos destas lides. Caso dos irmãos Dias, os ‘Cesteiros da Aveleira’, e da tecedeira Maria Inês Tereso, de Fundada.

Ricardo Aires, presidente do Município vilarregense, destaca que “o concelho de Vila de Rei apresenta um património cultural bastante rico e diversificado. Para além do artesanato – onde a cestaria e a tecelagem se mostram como uns dos principais produtos endógenos da região – temos ainda a Feira de Enchidos, Queijo e Mel, que mostra o que de melhor se produz na zona centro e que recebe largos milhares de visitantes todos os anos”, refere, crendo que a participação no concurso ‘7 Maravilhas da Cultura Popular’  “pode contribuir para uma maior divulgação deste património, fazendo-o chegar a um maior e mais diversificado público”, conclui.

Feira de Enchidos, Queijo e Mel. Foto: arquivo/mediotejo.net
- Publicidade -

Recorde-se que o concurso “7 Maravilhas da Cultura Popular” pretende promover o Património Imaterial de Portugal, elevando a Cultura Popular a um patamar de causa pública.

O concurso “7 Maravilhas da Cultura Popular” é organizado à escala nacional e pretende mostrar os “valores únicos nacionais e a sua dimensão de multiculturalidade, onde a expressão da sua autenticidade se encontra em cada um de nós, em cada aldeia, vila ou cidade”, lê-se no portal do evento.

Numa próxima fase, um Painel de Especialistas vai analisar e escolher 21 Patrimónios Candidatos por cada Distrito ou Região. Depois de fixada esta lista, o Painel de Especialistas volta a reunir para reduzir a 7 Finalistas Regionais, que serão posteriormente apresentados para votação por parte do público.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome