- Publicidade -

Vila de Rei estabelece protocolo com Cooperativa do Medronho

Tendo por objetivo a instalação de uma destilaria no espaço onde funciona o novo lagar, a Câmara de Vila de Rei estabeleceu um protocolo de cooperação institucional com a Cooperativa Portuguesa do Medronho.

- Publicidade -

A intenção da autarquia com este protocolo “é ter um organismo especializado na área uma vez que o Município pretende instalar uma destilaria no lagar e, desta forma, temos apoio e acompanhamento especializado em todas as fases de implementação deste projeto”, explicou ao mediotejo.net Paulo César Luís, vice-presidente da Câmara de Vila de Rei.

O projeto da destilaria em Vila de Rei deverá ser uma realidade ainda durante este ano, sendo que a autarquia irá apresentar em breve a sua candidatura ao PRODER para aquisição da maquinaria necessária à implementação da destilaria.

- Publicidade -

Entretanto, a Câmara de Vila de Rei encetou contactos junto de deputados da Assembleia da República eleitos pelo distrito de Castelo Branco que se preparam para entregar ao Governo “um pedido de tratamento mais favorável ao medronho” como produto típico que é deste território e uma vez que, segundo explicou Paulo César Luís, “o imposto a pagar pelo ato de destilar vai encarecer muito o produto final e isso leva à fuga dos produtores”.

A criação de uma destilaria no edifício do lagar de Vila de Rei servirá para aproveitar a estrutura fora da campanha da azeitona, para além de fomentar a produção de medronheiro no concelho. A autarquia decidiu avançar com este projeto uma vez que nenhum privado mostrou interesse em investir numa destilaria em Vila de Rei.

Recorde-se que o Lagar de Vila de Rei, que está localizado na Zona Industrial do Souto e foi inaugurado em 2015, representou um investimento municipal na ordem dos 500 mil euros.

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).