Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Outubro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Vila de Rei | Edifício dos antigos Correios vai dar lugar a um hostel e apartamentos para arrendamento

O edifício dos antigos Correios, no centro histórico de Vila de Rei, foi adquirido por privado com intuito de ali construir um hostel e apartamentos para arrendamento. O edifício foi adquirido por 50 mil euros, que segundo Ricardo Aires, presidente da Câmara, foi o mesmo valor de aquisição anterior pelo município. A informação foi confirmada em Assembleia Municipal desta quinta-feira, tendo ainda o autarca relevado a importância do investimento privado para aumentar a oferta habitacional no concelho, que é já aos dias que correm diminuta.

- Publicidade -

O autarca lembrou que o projeto previsto pela CM Vila de Rei para os antigos CTT prendia-se com um projeto de residência de estudantes, hostel e residência de artistas, mas o empresário pretende prosseguir com o projeto para um hostel e apartamentos para arrendamento.

“Está a ir ao encontro daquilo que desejo que a iniciativa privada comece a fazer, porque se não vamos criar empregos e depois vai haver pouca habitação disponível para fixar pessoas no concelho, optando essas por viver em concelhos vizinhos”, disse.

- Publicidade -

Ricardo Aires apelou durante a Assembleia Municipal à iniciativa privada, no sentido de corresponder às expetativas do município. “Temos ótimos terrenos, e também temos terrenos de particulares com loteamentos feitos”, afirmou, notando que a partir de 2020 as expetativas vão subir no concelho com a previsão de novos investimentos de empresas internacionais, caso da Cann-10.

Áudio: Ricardo Aires, autarca da CM Vila de Rei, falou ao mediotejo.net sobre este novo investimento previsto para o edifício dos antigos Correios, reforçando o apelo à iniciativa privada para que possa aumentar a oferta imóveis disponíveis no concelho para habitação.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome