Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quinta-feira, Maio 13, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Vila de Rei | CPCJ envolve comunidade no Mês da Prevenção dos Maus Tratos na infância

A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Vila de Rei associa-se ao Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância, que se assinala este mês de abril por todo o país, à semelhança do que acontece em diversos países europeus. O objetivo é alertar para a necessidade de atuar, sensibilizar e informar sobre a prevenção dos maus tratos a que muitas crianças e jovens são ainda hoje sujeitos.

- Publicidade -

Neste sentido, em Vila de Rei, a CPCJ vai dinamizar uma série de atividades, para contribuir para a visibilidade na prevenção e combate a estas situações que, infelizmente, se mantêm”.

O Centro Geodésico de Portugal será iluminado de cor azul durante o mês inteiro, o edifício Câmara Municipal de Vila de Rei terá colocada uma faixa com o lema “Serei o que me deres… que seja Amor”, e todas as IPSS e Juntas de freguesia terão colocados laços azuis, o símbolo do Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância.

- Publicidade -

Também será divulgada e passará na Rádio Condestável um spot gravador pelos alunos da E.B.S do Centro de Portugal.

Prevista está também a realização de uma caminhada organizada pela equipa de CLDS 4G de Vila de Rei, cuja informação será divulgada individualmente devido às condições e regras de participação específicas.

Este conjunto de iniciativas, integradas neste Mês, pretende “consciencializar a comunidade para o seu papel na prevenção do abuso infantil, bem como promover nas famílias o exercício de uma parentalidade positiva, sem recurso à violência verbal, física e psicológica”.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome