Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Outubro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Vila de Rei | Construção de passadiços no Penedo Furado já iniciou

Os trabalhos para a criação dos passadiços do Penedo Furado, que irão ligar a Praia Fluvial à zona das quedas de água, melhorando a acessibilidade, já iniciariam, anunciou a autarquia em nota de imprensa. A empreitada terá um prazo de execução de quatro meses e representa uma obra na ordem dos 90.484,00€. O acesso ao local estará vedado, impedindo também a passagem dos percursos pedestres ali confluentes.

- Publicidade -

Para Ricardo Aires, presidente da autarquia vilarregense, esta obra representa “uma mais-valia” crendo que “irá atrair um maior número de visitantes, dinamizando e auxiliando a economia local”, uma vez que “os Passadiços do Penedo Furado vão criar condições fantásticas naquele que é um dos locais mais visitados do concelho”.

O autarca sublinha ainda a importância da obra no sentido de melhorar a acessibilidade e a ligação entre estes dois pontos, que são integrantes deste ex-libris do concelho, permitindo que “o percurso entre a Praia Fluvial e as cascatas passe a ser feito de um modo mais rápido, seguro e acessível”.

- Publicidade -

A empreitada foi adjudicada à firma Calaveiras, Lda, que será responsável pela criação de passadiços em madeira, ao longo de uma distância de 532 metros lineares, uma ponte na parte final do percurso e plataformas para zonas de descanso, com bancos e miradouros.

A autarquia alerta, no mesmo comunicado, que durante a realização das obras, o acesso entre a praia fluvial e as cascatas estará vedado, o que impedirá que os Percursos Pedestres ‘Trilho das Bufareiras’, ‘Rota das Conheiras’, ‘Grande Rota da Prata e do Ouro’ e parte do percurso da ‘Grande Rota do Zêzere’ sejam realizados, lamentando o município “quaisquer incómodos causados neste sentido”.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome