Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Outubro 19, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Vila de Rei | Casa do Benfica gerida por direção inteiramente feminina

A Casa do Benfica de Vila de Rei renovou os seus órgãos sociais, que tomaram posse no dia 19 de outubro. A lista é composta unicamente por mulheres, decididas a trazerem novos contributos, ideias diferentes e a atrair mais pessoas para o associativismo no concelho.

- Publicidade -

A atual presidente da direção, Carla Fernandes, afirma que “num período singular da Casa do Benfica de Vila de Rei, decidimos ser nós, um conjunto de mulheres, algumas já com ligações associativas, a avançar com uma lista feminina”, lê-se em comunicado de imprensa.

“Com esta decisão procuramos também fomentar o envolvimento de novas pessoas no movimento associativo, novas ideias, novos contributos, novas formas de pensar e de viver, e de transportar isso para a Casa do Benfica de Vila de Rei, potenciando o nome do Sport Lisboa e Benfica e da nossa terra, Vila de Rei”, adianta.

- Publicidade -

As expetativas para o mandato que agora teve início prendem-se com o objetivo de “proporcionar um conjunto de atividades de caráter social, desportivo, terapêutico, cultural e de lazer, bem como reforçar/criar novas modalidades, promovendo a participação de todos os benfiquistas e de todos os vilarregenses. De uma maneira geral, pretendemos, com estas atividades/modalidades, dinamizar a Casa do Benfica, proporcionando a socialização dos nossos associados, bem como de toda a comunidade”.

Recorde-se que a Casa do Benfica de Vila de Rei desenvolve anualmente um conjunto de atividades de caráter desportivo e cultural que marcam o calendário de eventos concelhios, muito participados pela comunidade, e que estão agora garantidos pelo assumir de funções dos novos órgãos sociais, que pretendem continuar com a realização dos mesmos.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome