- Publicidade -

Domingo, Dezembro 5, 2021
- Publicidade -

Vila de Rei | Câmara investe 1,8 ME em saneamento, rede de águas e ETAR da Fundada

O executivo da Câmara Municipal de Vila de Rei aprovou  a proposta de retificação do preço base para lançamento de empreitada num conjunto de intervenções no saneamento, rede de águas e ETAR da Fundada, no valor de 1,8 milhões de euros. Ricardo Aires (PSD), presidente da CM, notou que está “vai ser uma grande obra para o concelho, neste caso para a sede de freguesia da Fundada”.

- Publicidade -

O autarca explicou na reunião de 20 de maio que a obra terá “85% de financiamento no saneamento, águas pluviais e ETAR”, mas, quanto à rede de águas, diz não ter certezas, referindo que “poderemos não ter financiamento” no âmbito do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR).

O preço base para lançamento da empreitada de “Reabilitação / Obras da Rede de Saneamento, rede de águas e ETAR da Fundada” foi retificado para 1 milhão e 839 mil euros [antes seria de 1.503.000€], passando a contemplar a realização da rede de distribuição de água.
Esta decisão acompanha uma série de requalificações nas várias ETARs do concelho, aprovada na reunião de dia 20 de abril, cujo preço base estipulado é de 82.000€ para a ETAR do Carrascal, 187.000€ para o Milreu e 265.000€ para S. João do Peso.
Segundo o parecer dos serviços da autarquia, “uma vez que se vai renovar a rede de saneamento, haverá todo o interesse e necessidade de renovar a rede de distribuição de água também, mesmo não estando incluída na candidatura”, pode ler-se no documento.

Uma obra que pretende complementar toda a estratégia de melhoria das condições de vida e fixação de população no concelho, nomeadamente na freguesia de Fundada, através da aprovação da Operação de Reabilitação Urbana (ORU).

- Publicidade -

A proposta para a ORU da Fundada fora aprovada na reunião de dia 16 de fevereiro e, após 20 dias de discussão pública sem registo de sugestões ou reclamações, foi aprovada na sua versão final na reunião de Câmara de dia 18 de maio, remetendo para a próxima sessão de Assembleia Municipal para deliberação.

Ricardo Aires recordou ainda o investimento e esforço descentralizado da autarquia, nomeadamente através dos benefícios estipulados pela Câmara Municipal, quer em termos de redução de IVA (de 23% para 6%), isenção do IMI durante 5 anos, e ainda o Regulamento de apoio à recuperação de casas degradadas.

Recorde-se ainda que, no âmbito da requalificação urbana, a autarquia está ainda de olhos postos na ORU da aldeia de Milreu, após uma intervenção de remodelação de toda a rede de saneamento e abastecimento de água, representando um investimento da autarquia de cerca de 600 mil euros, bem como a substituição da iluminação pública por led.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome