Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quarta-feira, Julho 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Vila de Rei: Autarquia teme afastamento de projeto hoteleiro

Ricardo Aires, presidente da Câmara Municipal de Vila de Rei, tem receio que o projeto hoteleiro da Herdade da Foz da Represa, a erguer junto à Barragem de Castelo do Bode, no concelho de Vila de Rei, possa ser abandonado pelos promotores devido à elevada burocracia que está a ser exigida pela Agência Portuguesa do Ambiente.

- Publicidade -

O assunto da Herdade da Foz da Represa esteve em discussão durante a última sessão da Assembleia Municipal de Vila de Rei quando o deputado João Campino (PS) questionou o presidente da autarquia sobre o número de postos de trabalho que este projeto vai criar no concelho e se o heliporto, que faz parte das intenções da Câmara Municipal construir, vai servir esta unidade hoteleira.

Na ocasião, Ricardo Aires (PSD) referiu que a autarquia “teve conhecimento deste projeto através dos proprietários que, quando compraram o terreno, não verificaram se lá se podia construir ou não”.

- Publicidade -

“Na altura, o município fez o que poderia fazer que foi a suspensão do plano de ordenamento da albufeira, mas entra aqui o PDM e naquele sítio é REN – Rede Ecológica Nacional”, referiu Ricardo Aires dizendo ainda que, neste momento, a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) “está a analisar as consequências que aquele projeto poderá ter para aquele local”.

Trata-se de um investimento de mais de um milhão de euros de promotores holandeses que “têm tido muita paciência com a burocracia deste Portugal”, salientou Ricardo Aires dizendo ainda que tem receio de que os promotores desistam do projeto devido à elevada burocracia.

amunicipalvrei_25fev4 (Foto:mediotejo.net)
Durante a última sessão da Assembleia Municipal de Vila de Rei, o presidente da autarquia, Ricardo Aires, explicou a situação da Herdade da Foz da Represa (Foto: mediotejo.net)

“Já fui várias vezes à APA para ver se o projeto não sai do nosso concelho”, referiu o presidente da Câmara Municipal de Vila de Rei.

“Vamos falar com o atual Governo para ver se se resolve o problema da REN porque senão os investidores vão-se embora”, disse Ricardo Aires.

Sobre a construção de um heliporto localizado na zona industrial do Carrascal, Ricardo Aires reforçou que esta intenção faz parte do executivo camarário mas que “não há nenhum protocolo com nenhuma entidade” para a construção e utilização do mesmo, referindo-se a uma notícia veiculada pela comunicação social nacional que dá conta de que a autarquia já tem um heliporto para servir a unidade hoteleira Herdade Foz da Represa.

O presidente da autarquia de Vila de Rei salientou ainda que “o heliporto está pensado por causa da Unidade de Cuidados Continuados”.

O projeto da Herdade Foz da Represa anuncia no seu site que será uma realidade em 2016, no concelho de Vila de Rei, junto à albufeira de Castelo do Bode, e apresenta-se como um novo conceito de unidade hoteleira, com dez bungalows feitos com estruturas prefabricadas na Holanda, com cerca de 65 metros quadrados e piscina privativa, entre outros atrativos, como a paisagem envolvente e a gastronomia.

Este empreendimento, que teve o reconhecimento de projeto de interesse público, vai permitir a criação de 10 postos de trabalho mas aguarda ainda por um parecer da APA.

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome