Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Agosto 5, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Vila de Rei: Atleta Carla André torna-se a primeira portuguesa a concluir ultramaratona Badwater

A atleta Carla André, com familiares diretos vilarregenses, tornou-se na primeira atleta portuguesa a terminar a ultramaratona Badwater, nama prova considerada pela National Geographic como uma das mais duras do mundo, anunciou a autarquia de Vila de Rei.

- Publicidade -

De acordo com a nota de imprensa da Câmara de Vila de Rei, a atleta Carla André, com raízes familiares na aldeia de Estevais, em Vila de Rei, “concluiu os 217 km da prova em 44h35m14, que lhe valeram o 19º lugar na classificação feminina e o 72º da geral”.

“A ultramaratona Badawter começa na baía de Badwater (86 metros abaixo do nível do mar) e termina no monte Whitney (4.421 metros de altitude), os pontos mais baixo e mais alto do território norte-americano”, salienta a mesma nota de imprensa.

- Publicidade -

“A preparação de Carla André, gerente bancária de 36 anos, que começou a correr há apenas seis mas que obteve já resultados de relevo nas ultramaratonas em que participou, foi, segundo a mesma, focada em três aspetos fundamentais: volume de quilómetros, calor e mente”.

“A prova tem uma distância muito grande (217 quilómetros seguidos) e aumentei o volume de quilómetros para três dígitos por semana, entre 100 e 150. Depois há a questão do calor, efetuei treinos na sauna, com ‘step’ e exercícios variados, e por último a preparação psicológica”, explicou a atleta.

A ultramaratona de Badwater, em que o atleta tem 46 horas para concluir, feita sob temperaturas acima dos 50º célsius, no ponto mais quente do mundo, no Vale da Morte, e na altura mais quente do ano, em julho, “é uma luta contra o corpo e a mente”.

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome