Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Outubro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Vila de Rei | Arrancou requalificação da Zona Industrial do Souto

A Zona Industrial do Souto já se encontra em obras de requalificação, após o término do Concurso Público lançado pelo Município de Vila de Rei para a realização da empreitada “Infraestruturas urbanísticas na Zona Industrial do Souto”. As obras encontram-se a cargo da empresa Américo R. Rolo – Construções, Lda, sendo que a empreitada representa um investimento de 454.187,78€, contando com 85% de compartipação pelo FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional. A obra terá um prazo de execução de 8 meses.

- Publicidade -

Segundo a autarquia, entre os trabalhos a desenvolver, destacam-se a criação de arruamentos, rede de águas e esgotos, rede elétrica, iluminação e telecomunicações, que vão dotar esta Zona Industrial com condições reforçadas para atrair novas empresas para o concelho, lê-se em nota enviada à comunicação social.

Ricardo Aires, presidente da autarquia, crê que esta beneficiação da zona industrial vai dotar o espaço de “todas as condições para atrair e fixar novas empresas. Trata-se de uma obra e de um investimento que julgamos essenciais para o crescimento e desenvolvimento do concelho, possibilitando a criação de mais postos de trabalho e a dinamização da economia local”, lê-se na mesma informação.

- Publicidade -

O autarca refere ainda que “a aprovação da candidatura para a realização destes trabalhos, é um sinal de que o Governo Central acredita também no projeto, nas condições e no potencial que Vila de Rei apresenta para poder fixar empresas e população”, termina.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome