Vila de Rei | ADETULF renova concessão da Praia Fluvial do Bostelim

Bostelim (foto de arquivo). Créditos: mediotejo.net

Foi aprovado por maioria, com abstenção do vereador socialista Luís Santos, a celebração de protocolo com a Associação para o Desenvolvimento do Turismo e Lazer da Fundada (ADETULF) para renovação da concessão da Praia Fluvial do Bostelim, situada entre as freguesias de Fundada e São João do Peso, em Vila de Rei.

PUB

Ricardo Aires (PSD) recordou que esta é a “associação que neste momento está a fazer a manutenção toda na nossa praia fluvial do Bostelim, que ao mesmo tempo tem um Parque rural de campismo, e também o percurso pedestre a “Rota do Bostelim”, marcado na zona circundante”, bem como o facto de esta ser uma praia classificada com Bandeira Azul, e por isto tem de haver manutenção “se não, vamos perdê-la”, retorquiu o autarca vilarregense.

Segundo pode ler-se na proposta do Gabinete da Presidência, que constou no ponto 14 da ordem de trabalhos da passada reunião de Câmara, “o Município teve dificuldade em entregar a exploração da Praia Fluvial do Bostelim a uma qualquer entidade, com o fim de a explorar, durante a época balnear”, reconhecendo que “nos últimos anos a Associação para o Desenvolvimento do Turismo e Lazer da Fundada tem cumprido com os objetivos de promoção turística a que se propôs” tendo por fim a “prossecução de fins de promoção turística”.

PUB

Pode ainda ler-se que a associação “angaria parte da sua receita através de atividades por si organizadas”.

Tendo por base a vontade do Município em “manter este espaço de praia fluvial em pleno funcionamento, no âmbito da rede de praias fluviais que o concelho possui” e que “a exploração deste espaço poderá trazer mais valias a título de receitas para esta entidade, que de uma forma nobre presta os seus serviços aos sócios e população da Freguesia da Fundada”, termina a mesma informação.

O ponto mereceu a abstenção do vereador socialista, Luís Santos, considerando este que, ao invés do subsídio mensal de 580 euros a atribuir, este poderia ser atribuído semestralmente, entre outras considerações que demonstraram alguma reticência em aprovar as condições deste protocolo.

PUB

Para esta concessão é necessário cumprir uma série de cláusulas do protocolo, que indicam a gestão e manutenção do Parque de Campismo Rural e Praia Fluvial, bem como a manutenção e limpeza dos equipamentos e espaços abertos ao público, e ainda a elaboração de seguros.

Outra condição desta concessão prende-se com a obrigatoriedade de manter o bar a funcionar em período de época balnear pelo menos 8 horas por dia, podendo este funcionar pontualmente em eventos ou ao fim-de-semana fora desta época.

À autarquia cabe a disponibilização do serviço de nadador salvador na época balnear, bem como garantia do fornecimento de água e eletricidade.

Em caso de obras ou benfeitorias a realizar naquele espaço de lazer, estas serão da responsabilidade da Câmara, sendo que a própria associação concessionária poderá propô-las e suportar os custos desde que estes sejam aprovados pela CMVR.

Saliente-se ainda que, entre outras cláusulas, o protocolo tem duração do mandato do executivo que o celebra, podendo ser passível de sucessivas renovações.

PUB

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here