Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Outubro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Vila de Rei | 19ª edição do Tunicoto termina com casa cheia

O Auditório Municipal de Vila de Rei voltou a ser palco do Encontro de Tunas da vila, cuja sala ficou lotada com cerca de 300 pessoas a receberem as Tunas Académicas da décima nona edição do Tunicoto, realizado a 14 de outubro.

- Publicidade -

Organizado pela Villa d’el Rei Tuna, com o apoio da Câmara Municipal de Vila de Rei, o evento contou com a presença da EST’eS la Tuna Masculina – Tuna Masculina da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa, Tuna Feminina de Medicina do Porto, Tuna Académica do IADE – Instituto Superior de Artes Visuais, Design e Marketing de Lisboa e da tuna anfitriã, Villa d’el Rei Tuna – Tuna Académica do Concelho de Vila de Rei.

O vice-presidente da Câmara Municipal de Vila de Rei, Paulo César Luís, esteve presente no evento e salientou que “o Tunicoto é já uma das principais referências no panorama cultural do nosso concelho. A Villa d’el Rei Tuna está novamente de parabéns por ter conseguido organizar um belo espetáculo, com o público a aderir em massa e a lotar completamente o nosso Auditório Municipal”, refere-se em nota de imprensa da autarquia.

- Publicidade -

Mas a animação não se circunscreveu apenas à noite do Encontro de Tunas. Ao longo da tarde, cerca de 100 tunos participantes no evento percorreram as ruas de Vila de Rei, num animado Passa-Calles onde se foram dando a conhecer, bem como a sua música, à população.

A partir das 21h30, as tunas deram início ao espetáculo, com o muito público presente a não se cansar de aplaudir fortemente todas as tunas em palco.

Após as atuações no auditório municipal, a festa prolongou-se pela noite dentro, com um Arraial Popular no Parque de Feiras, animada pela dupla DJ Seadas e MC Pinkie.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome