Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quarta-feira, Agosto 4, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

“Varas Verdes: Design de Mobiliário Ecológico”, por Sónia Pedro

As varas verdes são tenras, logo mais fáceis de moldar para construir”. Gustavo Assunção. Varas Verdes.

- Publicidade -

Hoje continuamos na trilha da divulgação dos projetos criativos com ligações à nossa região.

Com alguma frequência os empreendedores procuram estruturar intrincadas ideias para os seus projetos e produtos. Não mais errado. As ideias mais simples são sempre mais difíceis de alcançar e contudo, as melhores.

- Publicidade -

Venho hoje falar-vos do projeto Varas Verdes.

Partindo de paletes de madeira inutilizadas e outros materiais em fim de vida, a Varas Verdes cria peças de mobiliário cheias de personalidade, com uma paleta de cores fortes e adaptadas à vivência atual. As peças são totalmente feitas à mão, através de métodos amigos do ambiente, com o mínimo de recursos e consumos possível.

Nascia assim, em 2013, a Mercado Collection, uma linha de mobiliário ecológica, sustentável e personalizada, feita a partir da reutilização e recuperação de paletes e madeiras inutilizadas. O tradicional banco de madeira aparece dotado de um novo carater, inspirado nos mercados locais e nos produtos que aí podemos encontrar – como a sardinha, a alface ou o medronho. Assim fazem passar a mensagem ‘pallet your planet’.

Em 2014, nasceu o POT – Plant on Top com o objetivo de educar para uma nova consciência e estimular a economia. Um banco multifuncional, produzido de aglomerado de cortiça expandida – proveniente da utilização dos grânulos de falca e produzida pela SOFALCA, que combina o design contemporâneo e referência geométrica a um vaso.

“A Varas Verdes explora um novo conceito de arte que combina o seu conhecimento de várias técnicas de design e artesanato com processos de recuperação e reutilização de materiais, alertando-nos para os benefícios de vivermos em equilíbrio com o planeta. Esta filosofia permite-nos criar soluções de produtos personalizados e sustentáveis, irrepetíveis e intemporais.” (minha tradução), pode ler-se no site.

A Varas Verdes é um projeto com sede em Montalvo, embora o Studio esteja localizado em Olival Basto – Lisboa, e constituído por quatro jovens com idades compreendidas entre os 28 e os 33 anos, e com diversas áreas de formação como design, marketing e publicidade, informática e conservação e restauro.

O símbolo e identidade da Varas Verdes é o porquinho Jacó. Jacó, é para a Varas Verdes, o símbolo de um novo movimento entre consumidores, artistas, apreciadores de eco-design e empresas.

Além da clara inovação nos produtos, este projeto empresarial apresenta também um forte componente de branding – uma forte identidade de marca, associada a valores de justiça ambiental, sustentabilidade e eco-design.

Os interessados podem adquirir os produtos no site http://www.varasverdes.com/.

Já com um vasto portfolio de intervenções em Feiras, Mercados, Exposições e Talks, a Varas Verdes é um dos Projetos que integra atualmente a Bienal Experimenta Design 2015 – “As far as the mind can see” –, através da intervenção RE.OLOGY no CORK & CO – Bairro Alto – Lisboa. A mostra decorre até 20 de dezembro em Lisboa, Matosinhos e Porto.

 

Foto: United Artists – Festas de Abrantes 2015 | 9-14 June, Abrantes – Portugal

(Fonte: Site)

 

Presidente da Associação Médio Tejo Criativo, Sónia Maria de Matos Pedro é licenciada em Antropologia - Ramo Antropologia Social e Cultural pela Universidade de Coimbra - Faculdade de Ciências e Tecnologia e Mestre em Cidades e Culturas Urbanas pela Faculdade de Economia também da Universidade de Coimbra. Já trabalhou em diversos projetos empresariais. Segundo diz a própria, "ideias e projetos para o futuro é que não faltam".

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome