- Publicidade -

Quinta-feira, Janeiro 27, 2022
- Publicidade -

“Uma interrupção pela transparência”, por Hugo Costa

Estimados leitores do Médio Tejo, interrompo hoje as crónicas de opinião neste espaço por motivos de transparência perante o próximo ato eleitoral, marcado para 30 de janeiro. Espero regressar à vossa companhia em fevereiro, que sei que nem sempre foi semanal mas a que foi sempre que possível.  

- Publicidade -

É com muito orgulho e responsabilidade que sou, novamente, candidato a deputado pelo Partido Socialista no distrito de Santarém. Uma legislatura atípica foi interrompida pela irresponsabilidade politica de alguns, mas a democracia também é feita destas particularidades. Um politico e um partido não pode ter medo de eleições, porque a vontade dos cidadãos deve ser respeitada, por isso seguimos de confiantes, de consciência tranquila e com serenidade para este ato eleitoral.  

Confiança que advém do trabalho que realizei, quer como Coordenador dos Deputados socialistas do distrito de Santarém, quer como coordenador da Comissão de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação, debruçando-me com empenho sobre variadas matérias em prol do desenvolvimento do país e do distrito no sentido de encontra as respostas mais adequadas que sirvam esse mesmo desenvolvimento. 
 
E, porque nos encontramos perto de uma quadra festiva,  não quero deixar de aproveitar estas últimas linhas que vos escrevo em 2021, para vos desejar a todos um Feliz Natal e um Ano Novo muito próspero e, acima de tudo, com muita saúde.

- Publicidade -

Deputado na Assembleia da República e membro das Comissões de Economia, Inovação e Obras Públicas e Habitação, é também membro da Comissão de Orçamento e Finanças. Diz adorar o Ribatejo e o nosso país. Defende uma política de proximidade junto dos cidadãos. Tem 38 anos, é de Tomar e licenciou-se em Economia pelo ISEG. É membro da Assembleia Municipal de Tomar e da Assembleia da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo. Tem como temas de interesse a economia, a energia, os transportes, o ambiente e os fundos comunitários.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome