Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Agosto 5, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Canoagem | Francisca Laia é medalha de ouro K2/200 em Belgrado (C/VIDEO)

A dupla composta pela abrantina Francisca Laia e por Joana Vasconcelos conquistou hoje a medalha de Ouro na III Taca do Mundo de velocidade K2 200m, que se disputou em Belgrado, na Sérvia.

- Publicidade -

A prova decorreu às 09:35 e a vitória da dupla portuguesa foi transmitida em direto na página online da federação Portuguesa de Canoagem e festejada poucos minutos depois na página do facebook do seu pai, João Laia, que é também o seu mentor na canoagem.

Portela e Laia concluíram a prova com o tempo de 38,208 segundos, batendo por 440 milésimos a dupla australiana, composta por Jo Brigden-Jones e Jaime Roberts, e por 848 a dupla austríaca, constituída por Ana Lehaci e Viktoria Schwarz, segunda e terceira classificadas.

- Publicidade -

Relembre-se que K2 é o nome dado às embarcações (caiaques) de dois tripulantes e 200 é a distância, em metros, a percorrer.

Final A do K2-200 metros, feminino.

Publicado por Federação Portuguesa de Canoagem em Domingo, 4 de Junho de 2017

 João Laia treinou Francisca Laia desde 2001, nos Patos, e até fevereiro de 2016, quando a atleta assinou pelo Sporting Clube de Portugal. Kika, como é conhecida, começou a gostar de canoagem por volta dos seis anos. Aos 23 anos, é estudante de Medicina e Vice-Campeã do mundo na especialidade K1 200, tendo representado Portugal no JO do Rio de Janeiro 2016, conseguindo assim mais um feito para a sua curta, mas já repleta carreira de êxitos, no mundo da canoagem.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome