Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quinta-feira, Outubro 21, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tribuna do leitor | À oliveira mais antiga do Mundo

O espaço “Tribuna do Leitor” é destinado a dar voz aos leitores que queiram apresentar as suas opiniões ou os seus comentários. Os textos são da responsabilidade dos signatários. Escreva-nos para tribuna@mediotejo.net.

Por Mário de Matos Rodrigues

Eu, Mário De Matos Rodrigues, natural da freguesia de Mouriscas, com 70 anos de idade, escrevo poemas com regularidade, alguns já publicados pela Chiado Editora. Nasci e cresci muito próximo da “oliveira do Mouchão” situada no Casal dos Cascalhos, na Freguesia de Mouriscas, Concelho de Abrantes, que colocou Portugal, as Mouriscas e Abrantes no “topo do Mundo”.

No dia em que os cientistas declararam aquela “oliveira do Mouchão” a mais antiga do Mundo, dediquei-lhe um Poema…

A oliveira do Mouchão
A mais antiga oliveira da distante geração
Sobre o teu tronco andei passei brinquei
Na tua calma sombra onde tanto folguei
Tantas coisas em ti que imaginei e pensei
Mouriscas Cascalhos “oliveira do Mouchão”

Admiro com ternura teu formidável porte
Há passarinhos a cantar em tuas folhagens
No teu encanto vindo de longas origens
Na tua serenidade com lindas mensagens
Nesse teu enorme tronco do teu suporte

Símbolo da Paz na tua copa bonita e densa
Recebes teus visitantes com hospitalidade
Com a vaidade da tua já rugagem imensa
Segredos lindos guardas com fiabilidade

A azeitona que dás nesse esplendor global
Com os teus sempre simpáticas 3.350 anos
Tu és a mais antiga do Mundo e de Portugal

Mário Rodrigues
6 de Outubro de 2018

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome