Três homens detidos pela GNR por violência doméstica

Três homens detidos pela GNR em Tomar, Ferreira do Zêzere e Santarém por violência doméstica no espaço de uma semana. Foto: DR

A GNR, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE), deteve nos dias 3 e 4 de junho dois homens de 45 e 60 anos, por violência doméstica sobre as suas companheiras, nos concelhos de Ferreira do Zêzere e Santarém, respetivamente. Em Tomar, no dia 1 de junho, um homem de 38 anos foi também detido pela GNR pelo crime de violência doméstica que exercia sobre a própria mãe.

PUB

Segundo informação do Comando Territorial de Santarém da GNR, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE), no âmbito das investigações, apurou-se que, em Ferreira do Zêzere, um dos arguidos agrediu física e psicologicamente de forma reiterada a mulher, de 34 anos, durante dez anos de casamento, chegando a ameaçá-la de morte.

O segundo detido, em Santarém, exercia violência física e psicológica sobre a sua companheira, de 59 anos, recorrendo a ameaças de morte com uma espingarda caçadeira.

PUB

Os militares da Guarda, no decorrer das diligências policiais, cumpriram dois mandados de detenção e de busca domiciliária, devido ao perigo de continuidade da violência exercida sobre as vítimas, tendo ainda apreendido duas espingardas de caça.

Os detidos foram presentes ao Tribunal Judicial de Santarém no dia 4 de junho, quinta-feira, tendo sido aplicadas, a ambos, as medidas de coação de proibição de contacto com as vítimas, bem como obrigação de abandono da residência.

No caso do segundo detido, esta medida será monitorizada através de pulseira eletrónica.

Em Tomar, no dia 1 de junho, um homem de 38 anos foi detido pela GNR pelo crime de violência doméstica e ficou com pulseira eletrónica como medida de coação.

No sequência da denúncia de que uma idosa estaria a ser agredida pelo seu filho, os militares da Guarda deslocaram-se ao local, onde verificaram o suspeito a ameaçar de morte a sua mãe, pelo que foi detido de imediato. No decorrer das diligências policiais foi possível apurar que a vítima, uma mulher de 68 anos, era injuriada e agredida constantemente, pelo seu filho.

O detido permaneceu nas instalações da Guarda até ser presente no dia 3 de junho, ao Tribunal Judicial de Santarém, onde lhe foram aplicadas as medidas de coação de termo de identidade e residência, obrigação de apresentações bissemanais no posto policial da sua área de residência, proibição de contactar e frequentar a residência da vítima, sendo as medidas fiscalizadas por meios técnicos de controlo à distância – pulseira eletrónica.

Esta ação contou com o reforço do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Territorial de Tomar.

PUB

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here