Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Segunda-feira, Outubro 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tramagal | TSU apresenta plantéis em noite de festa e com objetivo de “ganhar tudo”

No sábado, dia 15 de setembro, no Largo dos Combatentes da Grande Guerra, em Tramagal, foram apresentados os plantéis das diversas equipas de futebol do Tramagal Sport União (TSU) que vão disputar a época 2018-2019, desde as camadas jovens ao plantel sénior. Neste caso, o presidente do TSU disse que o objetivo é ganhar tudo, da Taça do Ribatejo, à subida de divisão.

- Publicidade -

Apelidada de “Noite Azul”, o evento mostrou as caras dos representantes do popular clube da borboleta e juntou muita animação e boa disposição porque, para além da apresentação das equipas, as pessoas tiveram a oportunidade de conviver, de petiscar e de se divertir com a atuação da banda “FUN2ROCK”, da impagável dupla João Tomé e Fernando Espanhol.

Equipa de benjamins/sub 11 vai ser orientada por Pedro Picão e Ricardo Silva. Foto: Jorge Santiago/mediotejo,net

- Publicidade -

Este ano, o TSU vai ter em competição as equipas de benjamins, em futebol sub11, cuja formação será orientada por Pedro Picão e Ricardo Silva, de infantis, conjunto treinado por João Barata e João Almeida, de juniores, com Joaquim Nunes (Quinó) e Gonçalo Grilo na equipa técnica, e o plantel sénior, equipa orientada por Rui Horta e Carlos Soares e que vai disputar o campeonato da segunda divisão distrital.

Os infantis do TSU vão ser treinados por João Barata e João Almeida. Foto: Jorge Santiago/mediotejo.net

Os jogadores, a par dos dirigentes responsáveis por cada secção e dos respetivos treinadores, foram chamados um a um e aplaudidos pelo público presente. A exceção foi o plantel dos juniores do TSU que, a par da equipa técnica, não marcou presença no evento.

Em declarações ao mediotejo.net, o presidente da direção do clube tramagalense traçou os objetivos para esta época desportiva e falou ainda dos investimentos em curso, no beneficiamento das infraestruturas do campo de jogos Comendador Eduardo Duarte Ferreira.

Luís Lopes, presidnete da direção do Tramagal Sport União (TSU). Foto: Jorge Santiago/mediotejo.net

“Desportivamente, vamos entrar com quatro equipas, três delas de formação, sendo que o objetivo no escalão sénior é claro: ganhar a Taça do Ribatejo, conquistar a nossa série, e subir de divisão”, afirmou Luís Lopes.

Questionado sobre os trunfos que tem para atingir estes objetivos, o dirigente destacou o facto de, “para além de manter a equipa técnica do ano passado, mantivemos e espinha dorsal da equipa, que foi reforçada em lugares chave, com elementos de muita qualidade. O plantel ainda não está fechado, podendo ainda haver mais uma ou outra contratação, desde que signifique mais valia para o conjunto de jogadores que temos à disposição” do mister Rui Horta, acrescentou.

O campeonato, antecipou, “vai ser muito competitivo”, tendo referido as equipas do Riachense, Pego, e Abrantes e Benfica como os mais difíceis opositores e candidatos igualmente à subida de divisão. A proximidade geográfica das equipas na série A da segunda divisão distrital de Santarém é tida como “mais valia em termos de afluência de público e no gerar de receitas” para os clubes participantes.

A par dos objetivos desportivos, Luís Lopes disse ainda que o clube tem em curso obras  e projetos para a modernização dos balneários das equipas e dos árbitros, ao nível de chão, teto e portas, a conclusão da envolvente ao relvado sintético, recentemente instalado, e o acabamento da requalificação dos sanitários públicos do campo de jogos.

Os ‘Fun2Rock’ foram os convidados para a noite de apresentação dos plantéis do TSU e a escolha não poderia ter sido mais acertada. Foto: Jorge Santiago/mediotejo.net

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome