- Publicidade -

Segunda-feira, Janeiro 24, 2022
- Publicidade -

Tramagal | Motards animaram Vila Convívio e pensam criar um Motoclub (c/fotos e audio)

O Tramagal voltou a juntar os motards da região num convívio denominado “Moto-Lamacheira” que já se realiza pelo quinto ano consecutivo. Organizado por um grupo não formal de “amigos das motos” e acolhido desde a primeira edição pela Associação Convívio Lamacheira e Barca (ACLB), o encontro começou pela manhã de sábado, dia 16, com a receção aos participantes. Do encontro saiu a ideia de constituir um Motoclub em Tramagal.

- Publicidade -

As instalações provisórias, montadas para as Festas da Lamacheira, serviram na perfeição para a realização do evento. Ao almoço o tradicional porco no espeto foi servido em cama de arroz de feijão, regado de forma moderada, com vinho da região.

Ao almoço o porco no espeto com arroz de feijão.

O ponto alto do convívio foi o desfile pelas ruas da Vila, visitando o Crucifixo, e foi possível observar todo o tipo de veículos de duas e quatro rodas. Todos têm lugar na festa, desde as imponentes “Harley-Davidson” às populares “scooters”.

- Publicidade -

Os participantes tiveram um comportamento que se pautou pelo civismo e interação com os populares. A “paragem técnica” no largo das tabernas, no Tobias, é já um clássico…

“Paragem técnica” no largo das tabernas.

A quinta edição do “Moto-Lamacheira” terminou com um lanche abrilhantado com boa música. Não faltaram os clássicos dos anos 60-70…

- Publicidade -

Quisemos ouvir o presidente da ACLB, Dinis Pires Matela, que nos contou como surgiu esta ideia, falou da actividade da Associação e projetou o futuro:

Dinis Matela, presidente da ACLB.

De igual modo quisemos ouvir o mentor deste evento, José Lemos.
Falou do êxito do convívio e colocou a hipótese de ser criado um Motoclube no Tramagal:

José Lemos.

Nasceu a 30 de Janeiro de 1961 em Lisboa e cresceu no Alentejo, em Santiago do Cacém. Dali partiu em 1980 para ingressar no Exército e no Curso de Enfermagem. Foi colocado em Santa Margarida e por aqui fez carreira acabando por fixar-se no Tramagal em 2000. A sua primeira ligação à Vila "metalúrgica" surge em 1988 como Enfermeiro do TSU. Munido da sua primeira câmera digital, em 2009 e com a passagem à situação de reserva, começou a registar a fauna do Vale do Tejo, a natureza e o património edificado da região, as ruas, as pessoas... Com colaborações regulares em jornais da região e nacionais este autodidata acaba por conseguir o reconhecimento público, materializado em alguns prémios. Foi galardoado na 8ª Gala de Cultura e Desporto de Tramagal na categoria de Artes Plásticas (Fotografia) em 2013.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome