- Publicidade -

Segunda-feira, Janeiro 24, 2022
- Publicidade -

Tramagal | Jorge Rosa deixa cargo de presidente da Mitsubishi Fuso no final do ano

Jorge Rosa vai deixar o cargo de presidente e CEO da Mitsubishi Fuso Truck Europe (MFTE) no final deste ano, função que desempenha desde 2005, fechando um ciclo de liderança na fábrica do Tramagal. O alemão Arne Barden, atual responsável da cadeia logística da FUSO, assume o cargo no dia 1 de janeiro de 2022, anunciou a empresa.

- Publicidade -

Natural de Castanheira de Pera e residente em Torres Novas desde tenra idade, Jorge Rosa tem um percurso de décadas na fábrica da MFTE instalada em Tramagal (Abrantes) e é atualmente o trabalhador mais antigo daquela empresa do ramo automóvel, tendo iniciado o seu percurso profissional na extinta Metalúrgica Duarte Ferreira (MDF), de onde transitou.

Segundo se pode ler em nota de imprensa, Jorge Rosa “permanecerá na empresa para um período de transição até abril do próximo ano, data a partir da qual assume funções de representação externa da MFTE”.

- Publicidade -

“A experiência adquirida ao longo de 42 anos na empresa e profundo conhecimento da realidade empresarial e económica portuguesa representam um valor acrescido para a nova administração”, pode ler-se, com a mesma nota informativa a avançar que Jorge Rosa mantém-se ainda como presidente da MOBINOV e vice-presidente da ACAP – Associação Automóvel de Portugal, tendo elogiado o seu percurso na MFTE.

“Nos 16 anos em que conduziu a estratégia da empresa, Jorge Rosa conseguiu vários sucessos, como a produção do modelo elétrico eCanter na MFTE e o projeto de neutralidade carbónica da fábrica no próximo ano, etapas importantes para um futuro sustentável e com produtos limpos, aos quais o novo CEO dará continuidade”, afirma, justificando o período de transição.

- Publicidade -

“A mudança acontece num momento pós-pandemia e depois de reunidas as condições para uma transição adequada e gradual”, refere a empresa, dando conta que o alemão Arne Barden, sucessor de Jorge Rosa, está no Japão desde 2017 onde tem o cargo de diretor da cadeia de abastecimento da marca nipónica.

O futuro gestor da Mitsubishi Fuso Truck Europe (MFTE), unidade de produção de camiões pertencente à Daimler Truck, possui uma “extensa experiência internacional”, salienta a mesma nota informativa.

O novo CEO, Arne Barden, de 50 anos, é atualmente o responsável pela cadeia de logística da FUSO. Entrou para a Daimler em 2001 e passou por vários países e cargos, tendo exercido a função de diretor de engenheira e manutenção industrial em duas importantes fábricas do grupo, na Alemanha e Índia. Posteriormente trabalhou em Singapura e manteve uma relevante colaboração com a Daimler Truck Indonésia no lançamento de projetos de sucesso.

“Os conhecimentos adquiridos ao longo da carreira e a forte capacidade de liderança demonstrada na gestão da crise nas cadeias logísticas e efeitos da pandemia foram fatores preponderante para a escolha”, sublinha a multinacional, tendo adiantado que o gestor irá assumir as funções de CEO da MFTE a partir de 1 de Janeiro de 2022.

A MFTE já produziu na fábrica do Tramagal mais de 200.000 veículos, dos quais 95% para exportação. Foto: MFTE

A Mitsubishi Fuso Truck Europe está localizada em Tramagal, concelho de Abrantes, e emprega cerca de 480 trabalhadores. Prevê fechar o corrente ano de 2021 com uma produção a rondar as 10.000 unidades dos modelos Canter e eCanter, devendo atingir uma faturação superior a 200 milhões de euros.

É uma empresa do grupo Daimler Truck, resultado da divisão do grupo Daimler. É a líder mundial no mercado de pesados e engloba sete marcas: Mercedes-Benz, FUSO, Setra, BharatBenz, Freightliner, Western Star e Thomas Built Buses.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome