Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tramagal | Incêndio em Crucifixo entrou em fase de conclusão (EM ATUALIZAÇÃO)

atualizado às 17h47.

- Publicidade -

Entrou em conclusão o incêndio que deflagrou cerca das 12h00 na localidade de Crucifixo. No local, segundo o prociv.pt, estão 147 operacionais e 51 viaturas.

Segundo a classificação da Proteção Civil, o incêndio que entra em fase de conclusão é dado como incêndio extinto, com pequenos focos de combustão dentro do perímetro do mesmo.

- Publicidade -

atualizado às 17h10.

No local, segundo site da ANPC, estão 169 operacionais e 49 viaturas.

atualizado às 17h08.

Três feridos no incêndio que hoje começou em Crucifixo vão ser transportados para unidades de queimados em Lisboa e Porto, disse à agência Lusa a presidente da Câmara local, Maria do Céu Albuquerque.

“Há três bombeiros feridos, vítimas de inalação de fumos e de exaustão. São situações sem gravidade. Um desses bombeiros tem, contudo, um problema cardíaco e foi ao hospital”.

Dos restantes cinco feridos, são oito, no total, que pertencem aos sapadores da Afocelca – Prevenção e combate a incêndios florestais – dois estão em estado grave e os outros são considerados ligeiros.

Os dois graves e um dos ligeiros serão transportados para unidades de queimados de Lisboa e Porto, disse a autarca.

A Linha da Beira Baixa, que atravessa aquela região, está cortada, disse também a responsável, em declarações à Lusa às 16:15.

“O incêndio está em conclusão. Não houve ameaças em casas. Apenas a registar um anexo agrícola queimado, que se presume que nem tinha utilização”.

c/LUSA

atualizado às 16h48.

Segundo o site da ANPC o incêndio continua em fase de resolução, isto é, trata-se de incêndio sem perigo de propagação para além do perímetro já atingido, segundo a classificação da Proteção Civil.

No local, às 16h48, estão 163 operacionais apoiados por 50 viaturas.

atualizado às 16h06.

Dois bombeiros e cinco elementos de uma equipa da AFOCELCA ficaram hoje feridos, dois com gravidade, num incêndio na zona de Crucifixo, freguesia do Tramagal, concelho de Abrantes, disse à Lusa a presidente da Câmara.

De acordo com Maria do Céu Albuquerque, o médico da equipa do INEM que assistiu os elementos da AFOCELCA deu dois dos feridos como estando em estado grave e três com ferimentos ligeiros. Os bombeiros são feridos sem gravidade e encontram-se “recompostos”.

De acordo com a assessoria do Centro Hospitalar do Médio Tejo, os dois bombeiros foram assistidos por inalação de fumo. Quanto aos cinco elementos da AFOCELCA, sofreram queimaduras e vão ser transferidos do Hospital de Abrantes para uma unidade de referência de queimados.

Segundo a página da internet da Proteção Civil, este incêndio encontra-se “em resolução”, sendo combatido por 188 operacionais, apoiados por 54 viaturas e dois meios aéreos.

c/ LUSA

atualizado às 15h15.

O incêndio entrou em fase de resolução segundo o site da ANPC.

http://www.prociv.pt/pt-pt/SITUACAOOPERACIONAL/Paginas/default.aspx?cID=15

atualizado às 15h11.

Cinco elementos de uma equipa da AFOCELCA ficaram hoje feridos, acrescendo dois com gravidade, no incêndio que lavra desde as 12:01 na zona de Crucifixo, freguesia do Tramagal, concelho de Abrantes, disse à Lusa a presidente da Câmara. Maria do Céu Albuquerque, que se encontra no local, disse à Lusa que o médico da equipa do INEM que assistiu os elementos da AFOCELCA deu dois dos feridos como estando em estado grave e três com ferimentos ligeiros.

O fogo, que a autarca disse estar a “evoluir favoravelmente”, está a ser combatido por 171 operacionais, ajudados por 52 viaturas e um meio aéreo. O incêndio andou nas proximidades de Crucifixo, não havendo, no entanto, registo de casas em perigo, acrescentou a autarca.

A AFOCELCA, um Agrupamento Complementar de Empresas, foi criada em 2002 pela união de esforços entre as empresas Aliança Florestal (Grupo Portucel-Soporcel), Celbi (Stora-Enso), e Silvicaima (Caima), mantendo-se atualmente do grupo The Navigator Company e do grupo ALTRI.

c/ LUSA

atualizado às 14h53.

Incêndio continua em curso. No local, segundo dados da ANPC, estão novamente 2 meios aéreos, a apoiar 170 operacionais.

atualizado às 14h42.

1 meio aéreo ainda apoia no combate às chamas, segundo dados do site da ANPC. No local estão 171 operacionais e 52 viaturas.

atualizado às 14h31.

Sobe para 7 o número de sapadores florestais feridos no combate ao incêndio. Os elementos pertencem à Afocelca, sendo que 5 foram evacuados para o Hospital de Abrantes por inalação de fumo e 2 por queimaduras, encontrando-se em estado grave.

atualizado às 14h17.

A Estrada Nacional 118 está cortada ao trânsito, no sentido Tramagal deste a Estação Ferroviária de Santa Margarida, confirmou ao mediotejo.net o Capitão Flambó, do Destacamento Territorial de Abrantes da Guarda Nacional Republicana.

atualizado às 13h54.

“O incêndio está a ceder aos meios”, segundo o Comandante António Manuel Jesus. “Existem casas na linha de fogo mas não estão em perigo iminente”, disse ao mediotejo.net.

No local estão ainda 172 operacionais, apoiados por 2 meios aéreos, segundo dados do site da ANPC.

atualizado às 13h27.

Seis sapadores ficaram feridos no combate ao incêndio de Crucifixo, que ainda se encontra em curso. Estarão a ser evacuados para o Hospital de Abrantes, confirmou comandante dos BV Abrantes.

atualizado às 13h07.

O incêndio ainda em curso (em evolução sem limitação da área) conta neste momento com 84 bombeiros no terreno, apoiados por 21 viaturas. Dois meios aéreos ainda estão a apoiar no combate às chamas.

atualizado às 12h49.

Um incêndio deflagrou esta tarde, pelas 12h01, na localidade de Crucifixo, na freguesia de Tramagal, concelho de Abrantes. No local, às 12h40, estiveram 3 meios aéreos e cerca de 80 operacionais apoiados por 18 viaturas.

O incêndio decorre em zona de povoamento florestal.

(EM ATUALIZAÇÃO)

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here