Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Segunda-feira, Outubro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tramagal | Associação de Melhoramentos renova mandato e aponta a novos objetivos (C/VIDEO)

Rui Pinheiro Ferreira, 26 anos, formado em Ciência do Desporto, renovou o mandato de presidente da Associação de Melhoramentos da Freguesia de Tramagal (AMFT) tendo a tomada de posse decorrido na sexta-feira na sede da associação, no complexo de campos de ténis. Rui Pinheiro avança com atividades a desenvolver em 2019 e revela o objetivo de criar obra, com a realização de novos projetos.

- Publicidade -

Rui Pinheiro renova o mandato de presidente da direção para o biénio 2018-2020, cargo que assumiu pela primeira vez em 2016 na Associação de Melhoramentos, instituição fundada em 1987.

Rui Pinheiro Ferreira, 26 anos, formado em Ciência do Desporto, renovou o mandato de presidente da Associação de Melhoramentos da Freguesia de Tramagal (AMFT). Foto: mediotejo.net

- Publicidade -

Em entrevista, o dirigente associativo dá conta do trabalho desenvolvido nos últimos dois anos, avança com algumas atividades a organizar em 2019, e revela novas ideias e projetos para implementar em Tramagal, através da AMFT. Rui Pinheiro abre um pouco do véu sobre um projeto que está ainda em construção, e assegura que dará mais pormenores do mesmo após a apresentação do plano de atividades, que deverá decorrer em fevereiro/março de 2019.

Ao longo da sua história, a AMFT tem contribuído para a construção de equipamentos tidos por necessários para a comunidade onde se insere, como seja o pavilhão gimnodesportivo, casas mortuárias de Tramagal e Crucifixo, complexo de campos de ténis na zona desportiva da vila, a par de um parque infantil, edificado no mesmo local, e inaugurado em dezembro de 2014.

Complexo de campos de ténis acolhe também a sede da AMFT. Foto: DR

Mediotejo.net – Que ideias e projetos tem esta nova equipa para o novo mandato?

Rui Pinheiro – “Temos muitas ideias e novos projetos, e vamos manter atividades que já se desenvolvem regularmente, como o almoço das comunidades tramagalenses, as atividades ligadas ao Dia da Criança, entre outros, mas também a gestão diária do parque infantil e dos campos de ténis”.

Como caracteriza a equipa que o acompanha neste novo mandato?

Vamos começar este novo mandato com uma direção jovem, mas não tão jovem. Eu optei por escolher e manter algumas pessoas que estavam, mas também trazer um bocadinho mais de experiência para este novo mandato porque acho que algumas coisas que falharam no primeiro teve a ver com isso: éramos todos completamente inexperientes enquanto agora há umas pessoas um pouco mais velhas… estou eu, o André Peixoto, o João Félix, que já estavam no anterior mandato, e penso que assim conseguimos fazer uma coisa mais equilibrada.

No primeiro mandato o ponto alto foi o evento de Noites Jovens, em que nos associámos à Junta de Freguesia, mas não posso também deixar de referir que conseguimos manter o almoço das comunidades tramagalenses, conseguimos fazer um torneio de ténis, praticamente terminámos o ringue desportivo, num dos campos de ténis falta fazer apenas a marcação num deles e era um objetivo que eu tinha também. Outras coisas não terão corrido da melhor maneira, também porque acabaram por haver algumas desistências devido à vida profissional de cada um e a não se sentirem tão ligados a esta situação do associativismo, mas passou.

Rui Pinheiro assume a continuidade na AMFT até 2020. Foto: mediotejo.net

Penso que esta equipa que vai entrar agora, nós os três que estávamos mais os outros quatro que vão entrar, estão prontos para abraçar este projeto de uma forma mais a sério e mais real e vamos tentar manter o que sempre foi a linha da Associação, em que o objetivo é sempre participar em todos os eventos da nossa freguesia, sejam eles organizados pela Junta, seja a nossa ideia.

E eu acho que neste mandato agora já é esperado que a gente vá um pouquinho mais além dos eventos e se calhar apareça – como algumas pessoas disseram na Assembleia Geral – “obra feita” à semelhança de anteriores direções que ajudaram, e muito, a construir determinadas obras aqui em Tramagal e eu agora tenho esse desejo pessoal…

E pode dar alguns exemplos…

O campo de manutenção, o recinto onde estamos… tudo em grandes parcerias com Juntas, Câmara… mas não pode ser de outra maneira, só assim uma associação consegue ter o seu nome envolvido em obras dessa dimensão e o objetivo é agora neste mandato de 2 anos… temos aí umas ideias e alcançar também alguma obra de alguma dimensão, porque os eventos a gente já participa, já os faz, e vamos tentar mantê-los. Mas queremos fazer algo que fique para o futuro porque há determinadas coisas que eu acho que ainda se podem fazer aqui no Tramagal e evoluir muito aqui na nossa freguesia.

Ao longo da sua história, a AMFT tem contribuído para a construção de equipamentos tidos por necessários para a comunidade onde se insere. Foto: mediotejo.net

O que falta ao Tramagal?

Uma coisa muito importante para o Tramagal, não depende só de nós, mas também podemos ajudar, que é falta capacidade de manter as pessoas na nossa vila. Chegando a idade de trabalho, construir uma vida, arranjar emprego, falta capacidade de os manter aqui. As pessoas vão morar para Abrantes, para o Entroncamento, etc. e acho que é isso que faz falta. Coisas que atraiam as pessoas a morar cá. Não se deslocarem daqui para Abrantes para irem morar e depois acabam por trabalhar aqui. E todas as infraestruturas que forem criadas cá, que permitam dar maior qualidade de vida às pessoas, será sempre uma mais-valia para essas pessoas se manterem cá e é nesse projeto de conferir mais qualidade de vida que queremos apostar.

Em entrevista, o dirigente associativo dá conta do trabalho desenvolvido nos últimos dois anos, avança com algumas atividades a organizar em 2019, e revela novas ideias e projetos para implementar em Tramagal. Foto: mediotejo.net

Direção para o biénio 2018-2020:

Presidente: Rui Pinheiro

Vice: André Peixoto

Tesoureira: Catarina Contente

Secretario: Isabel Peixoto

Vogal: João Félix

Suplentes: João Barata e Vanda Félix

Assembleia geral:

Presidente: Vitor hugo cardoso

Vice: António Veiga

Secretário: Manuel Ventura

Conselho Fiscal:

Presidente: Joaquim Peixoto

Secretário: Pedro Rodrigues

Relator: José Brito Neto

Suplente: Cesaltina Neto

Novos orgãos sociais da AMFT tomaram posse este mês. Foto: mediotejo.net

AMFT/BREVE HISTORIAL

A Associação de Melhoramentos da Freguesia de Tramagal (AMFT) é uma entidade pública sem fins lucrativos que se dedica à promoção de estudos e implementação de ações de natureza diversa que visam essencialmente o bem-estar da sua população.

Esta associação criada em 29 de maio de 1987, e iniciou a sua atividade estudando a forma de poder trazer sempre obras que se traduzissem em mais-valias para a freguesia. Assim, a 10 de novembro de 1991, com vários tipos de apoios, inaugurou a casa mortuária de Tramagal, obra há muito ansiada pela população. Continuando o seu trajeto, a associação iniciou um projeto de construção de um pavilhão desportivo, obra elementar pois o apoio à atividade desportiva tanto escolar como da população era inexistente. A 20 de maio de 1995 essa obra tornou-se uma realidade visível para todos, o Pavilhão Municipal de Tramagal era inaugurado, e mais uma vez o apoio da população foi importante pois contribuiu com uma verba significativa para a sua concretização.

Sabendo a associação que o lugar do Crucifixo tinha o desejo de aí edificar uma casa mortuária, pôs mão à obra, foram feitos os contactos necessários, e, com o apoio da população, essa obra veio a ser uma realidade em 27 de dezembro de 1997.

A Associação de Melhoramentos da Freguesia de Tramagal ao longo dos anos foi tendo sempre a preocupação de, em consonância com a Junta de Freguesia e Câmara Municipal de Abrantes, estabelecer prioridades e propôs-se sempre a colaborar com todos, desde que a melhoria da qualidade de vida da sua população fosse uma prioridade.

Assim, e após a execução de três importantes obras, achou a associação que muito ainda havia a fazer, não possuindo sede própria e tendo vontade de continuar com a execução de obra, achou por bem encetar contactos com a Câmara Municipal no sentido de ser disponibilizada uma parcela de terreno na zona desportiva de Tramagal para ia poder construir uns campos de ténis.

Após protocolo estabelecido e cedência de terreno concluída, a associação deu início à construção dos atuais campos de ténis de Tramagal, inaugurados em 28 de outubro de 2001, espaço esse onde hoje tem a sua sede.

Passados alguns anos e após várias crises, uma nova direção tomou posse em outubro de 2011. Foram analisadas algumas prioridades na vila e chegou-se à conclusão que o resto da parcela de terreno cedido pela Câmara Municipal tinha de ser preenchido com uma nova obra, um parque infantil/circuito manutenção física, sendo assim sinalizado um novo objetivo para a associação concretizar.

Assim, a 21 de dezembro de 2014, foi inaugurado o novo parque em Tramagal, uma mais valia para a vila num local multigeracional, e que permite à população usufruir deste espaço de excelência, integrado na zona de lazer e desportiva da vila. E é ali que a atual direção pretende criar um novo espaço de fruição e lazer, que será apresentado em devido tempo.

O novo parque de Tramagal foi inaugurado pela AMFT em dezembro de 2014. É naquela zona que a associação quer implementar um novo projeto no atual mandato. Foto: Modo Arquitetos

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome