Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
- Publicidade -

Terça-feira, Novembro 30, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
- Publicidade -

Tramagal | As gentes e a história local no renascer da Tuna Tramagalense (c/fotos e video)

Cerca de uma centena de pessoas estiveram no sábado, dia 18, no Salão da Tuna Tramagalense, nas instalações do TTL, em Tramagal, para assistir à conferência do professor António Neto Alpalhão sobre as consequências do envolvimento do Tramagal na Primeira Guerra Mundial, em sessão denominada por “Tramagalenses na Grande Guerra”.

- Publicidade -

As pessoas e as consequências do envolvimento de 31 tramagalenses identificados nas pesquisas de António Alpalhão na Primeira Guerra Mundial foram o mote para cerca de duas horas em que se falou do Tramagal, das suas gentes e da sua história, numa sessão pública em que o investigador partilhou os seus vastos estudos com os presentes numa viagem pela história da terra, das gentes e da guerra, e que assinalou o regresso à atividade da Tuna Tramagalense, recentemente constituída e presidida por Octávio Oliveira.

Em declarações ao mediotejo.net, o dirigente associativo disse que esta primeira iniciativa visou “enquadrar o contexto social onde nasceu a Tuna [fundada em 1915], há mais de 100 anos, inserida num ciclo de cultura local”, que a associação, atualmente com 120 associados, vai dar continuidade.

- Publicidade -

O objetivo maior é dar continuidade à atividade prosseguida pelo Teatro Tramagalense e reabrir a atividade recreativa encerrada há cerca de 25 anos no 1º piso do TTL, tendo a Tuna apresentado uma candidatura a fundos comunitários junto da Tagus para esse efeito.

Segundo disse Octávio Oliveira, “o objetivo principal é recuperar a atividade recreativa e que aquele espaço volte a funcionar como um ponto de encontro que torne os tramagalenses mais próximos e mais fortes, criando sinergias e fazer mais”.

A mesa da abertura contou com intervenções do presidente da Direção da Tuna Tramagalense, Octávio Oliveira, do vereador da Cultura da Câmara Municipal de Abrantes, Luís Correia Dias, que aplaudiu e regozijou-se com a dinâmica da novel associação e da importância do “exercício da memória” que resultou da conferência, e ainda do presidente da Junta de Freguesia de Tramagal, Victor Hugo Cardoso, que congratulou-se com a nova associação e anunciou a inauguração de um Monumento aos Combatentes do Ultramar para o primeiro trimestre de 2018, equipamento que está a ser construído junto ao Largo dos Combatentes.

Tramagal l Tuna debate grande guerra.

Publicado por mediotejo.net em Sábado, 18 de Novembro de 2017

Após a apresentação do conferencista, alguns dos presentes desenvolveram comentários e colocaram perguntas, com destaque para a intervenção de Manuela Mineiro, neta do Dr. João José Alves Mineiro, Presidente Honorário da primitiva Tuna Tramagalense, cujo retrato esteve presente na sala, acompanhado do retrato de outra figura tutelar da Tuna, o Prof. Artur Pinto e pelo busto do Comendador, Eduardo Duarte Ferreira, outra figura de referência, simbolizando mais de um século da instituição, entre a primitiva Tuna Tramagalense e o Teatro Tramagalense.

A Tuna Tramagalense realizou no dia 15 de abril deste ano a Assembleia Geral constitutiva da “Associação Tuna Tramagalense”, associação constituída para dar sequência à atividade do “Teatro Tramagalense, Lda.”, criado em 12 de junho de 1942, que em 23 de março de 1996 tinha evoluído para “Teatro Tramagalense, SA.” e que havia dado continuidade à primitiva “Tuna Tramagalense”, fundada em 1915.

Os objetivos dos atuais Órgãos Sociais são concretizar os procedimentos que assegurem dar continuidade à atividade prosseguida pelo Teatro Tramagalense e reabrir a atividade recreativa encerrada há cerca de 25 anos, como foi reiterado pelo presidente da direção na sessão de sábado.

Tramagal l Tuna organiza conferência sobre I Guerra Mundial.

Publicado por mediotejo.net em Sábado, 18 de Novembro de 2017

Octávio Félix de Oliveira é o presidente da direção da Tuna Tramagalense, direção que integra ainda António Mota (vice-presidente), Pedro Rodrigues (tesoureiro), Luís Pombinho (secretário) e Joaquim Simplício (vogal). Maria do Rosário Lino e Ana Paula Gaspar são suplentes.

A mesa da assembleia geral é constituída por Manuel Cabedal (presidente), Fernando Agostinho (vice-presidente) e Rui Brás (secretário).

O conselho fiscal tem como presidente Fernando Brazão, Serafim Grácio é secretário e Lucília Baião ocupa o lugar de relator. Joaquim Mota Pereira é suplente.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome