- Publicidade -

Segunda-feira, Dezembro 6, 2021
- Publicidade -

Tramagal | Apesar dos alertas, autocarro lotado obriga cidadãos a viajarem de pé até Abrantes

Os alertas e críticas ouvem-se há mais de um mês mas continua por resolver o problema do excesso de passageiros com estudantes e populares a viajarem de pé na ligação de autocarro entre Tramagal e Abrantes. Além do direito a uma viagem com um mínimo de conforto, devido ao pagamento do bilhete ou do passe, em causa está a perigosidade de um trajeto entre a freguesia e a cidade que tem um percurso sinuoso, com dezenas de curvas e contracurvas. Apesar da insistência no reforço da oferta, a Rodoviária do Tejo ainda não foi ao encontro de uma solução que resolva de vez o problema.

- Publicidade -

A situação foi confirmada ao mediotejo.net pela presidente da direção da Associação de Pais de Tramagal, Marisa Gonçalves, tendo a dirigente afirmado ter conhecimento de um “problema que está a afetar alunos e cidadãos em geral” e defendido que o mesmo “tem de ser ultrapassado através de uma solução definitiva que tem de ser encontrada”. 

Vários estudantes e cidadãos da freguesia de Tramagal têm sido confrontados nas últimas semanas com a necessidade de irem em pé na viagem matinal de ligação às escolas e à cidade de Abrantes, num percurso que passa por cerca de 50 curvas entre as duas localidades, gerando uma situação desconfortável que a Câmara disse ter sinalizado já no dia 22 de setembro. A vereadora com o pelouro da Educação assegurou então que o serviço de transporte iria ser ajustado, tendo este percurso sido reforçado com uma carrinha de nove lugares, mas o que é certo é que ao dia de hoje o problema persiste.

- Publicidade -

ÁUDIO | CELESTE SIMÃO, VEREADORA PELOURO EDUCAÇÃO CM ABRANTES

Celeste Simão, vereadora da Educação na Câmara de Abrantes, disse hoje que, com a entrada ao serviço de uma carrinha de apoio suplementar de transporte a situação foi ultrapassada, mas que “passados dois ou três dias a situação descontrolou-se outra vez”.

“O trajeto percorrido deixa-nos alguma apreensão por ser um trajeto perigoso. As curvas de Tramagal todos sabemos como elas são”, afirmou, tendo referido que, apesar dos contactos com a Rodoviária do Tejo a situação ainda não se resolveu e que, nesse sentido, pediu apoio à Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo para ajudar a resolver a questão.

Apesar dos alertas, autocarro segue lotado e com passageiros em pé entre Tramagal e Abrantes. Foto: DR

Na monitorização efetuada nas últimas semanas, o número de pessoas a viajar em pé era constante mas, se em muitos dos dias não ultrapassava o total da capacidade da carrinha colocada inicialmente ao serviço para reforçar a oferta, noutros os passageiros têm de ir sentados e de pé no corredor do autocarro.

A situação verifica-se no primeiro autocarro da manhã, as 07:30, e desde o início do novo ano letivo nos dois Agrupamentos de Escolas de Abrantes.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome