Trabalhadores da Valnor em greve para exigir aumentos salariais – Sindicato

Os trabalhadores da empresa de resíduos Valnor vão cumprir um dia de greve, na segunda-feira, para exigirem aumentos salariais, divulgou hoje a União de Sindicatos do Norte Alentejano, admitindo que seja afetada a recolha de lixo.

PUB

A Valnor, com cerca de 150 trabalhadores, é a empresa responsável pela recolha, triagem, valorização e tratamento de resíduos sólidos em 25 concelhos dos distritos de Castelo Branco, Santarém e Portalegre.

Diogo Júlio, da União de Sindicatos do Norte Alentejano (USNA), admitiu hoje à agência Lusa que a greve pode afetar a recolha, tratamento e a reciclagem de lixo, “com maior repercussão nas cidades”.

PUB

Em comunicado, a USNA, afeta à CGTP, indicou que os trabalhadores vão cumprir 24 horas de greve para “exigirem melhorias salariais e defender a contratação coletiva”.

Segundo a estrutura sindical, “a luta é também para reafirmar a exigência da reversão da privatização da Valnor, cujos resultados nefastos estão já a ser sentidos no distrito” de Portalegre, nomeadamente com a “diminuição da qualidade dos serviços prestados às populações”.

PUB

Entre as reivindicações constam também a atribuição do subsídio de turno e seguro de saúde e de vida “em condições iguais” para todos os trabalhadores.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here