- Publicidade -

Torres Novas/Zibreira: Avenida requalificada, Saneamento em projeto

A última reunião da Câmara Municipal de Torres Novas decorreu em Zibreira, após uma visita àquela freguesia. No período antes da Ordem do Dia, o presidente da Câmara, Pedro Ferreira, apresentou o projeto de requalificação da Avenida José Loureiro da Rosa, obra que vai custar 220 mil euros. O projeto, porém, não inclui passeios.

“É sempre bom termos projetos em mão”, começou o presidente, explicando que existem vários planos de obras no concelho, apenas não houve oportunidade para concretizá-los. A recuperação da nascente do Almonda, na freguesia de Zibreira, é um deles, mas também o da Avenida José Loureiro da Rosa, que vai contemplar também a sinalização.

Os populares presentes mencionaram problemas com traços contínuos na avenida que dificultam a entrada para moradias, falta de limpeza de bermas e valetas, falta de iluminação pública e necessidade de se colocar lombas para atenuar a velocidade do trânsito. Pedro Ferreira referiu que algumas das queixas podem ser contempladas ainda nesta requalificação, uma vez que o concurso público não está fechado. No entanto este não vai contemplar os passeios, o que motivou um alerta dos moradores para o facto de muitas pessoas ali passarem a pé e uma advertência da vereadora do Bloco de Esquerda, Helena Pinto.

O presidente da junta de Zibreira, Rogério Rosa, pediu ainda o ponto de situação sobre o saneamento e apoio financeiro para pintura de equipamentos. Sobre o saneamento, Pedro Ferreira explicou tratar-se de um projeto a cargo da Águas do Ribatejo e que está ainda a ser preparado. As restantes questões serão ainda analisadas.

Ao mediotejo.net Rogério Rosa falou de uma visita à freguesia de Zibreira que correu bem e espera agora “ver se as coisas avançam”. “O que mais nos interessa é a avenida, o saneamento e a estrada dos Liteiros”, que também precisa de ser requalificada.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

2 COMENTÁRIOS

  1. Claro que a Zibreira deve ser a freguesia mais desprezada pela C.M. Torres Novas e porquê?
    Para além do foi mencionado e sem que a população saiba da reunião na Junta de Freguesia e deplorável que não haja uma Caixa Multibanco, o TUT não vem à freguesia, os CTT poderiam ter uma carrinha que fizesse tudo o que fazem os Correios, não existe uma rede de internet em condições, aliás a própria J. de Freguesia não tem internet que sirva os utentes com o mínimo de condições, não existe uma rede de sinalização minimamente aceitável, os rebentamentos das condutas de água são constantes. Enfim esta freguesia apenas tem nome não tem o mínimo de condições de habitabilidade em que as pessoas se sintam minimamente servidas. Já não falo da falo da falta de policiamento que também não existe.

  2. Venho por este meio demonstrar o meu descontentamento, perante a decisão da Câmara Municipal de Torres Novas, face á não construção dos passeios na nossa Avenida, na minha freguesia onde residio. Pois como habitante desloco-me frequentemente a pé, e sinto necessidade de ter um espaço destinado á circulação segura na dita estrada… tal como outras da freguesia.

Responder a Silvério Martins Cancelar resposta

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -