Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Agosto 5, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Torres Novas: Vai começar limpeza da Ribeira da Boa Água

O município de Torres Novas já adjudicou o serviço de limpeza dos 4,5 quilómetros da ribeira da Boa Água, a uma empresa de Constância, por 16 mil euros mais IVA, pelo que a limpeza deve começar em breve. A garantia foi dada pelo presidente da Câmara, Pedro Ferreira, na reunião camarária de 25 de outubro, terça-feira, a uma grupo de moradores que foi, mais uma vez, queixar-se da poluição.

A reunião começou com o tema da ribeira da Boa Água, com os moradores a questionaram porque continuavam as descargas da Fabrióleo se o Ministério do Ambiente as havia proibido. Pedro Ferreira explicou que a informação se tratava de um equívoco. O Ministério apenas verificou que havia uma zona de descargas “não tituladas”, ou seja, sem autorização. Foi apenas essa que foi proibida. A empresa tem no entanto outra zona onde as descargas estão autorizadas.

Os moradores voltaram a expor as suas preocupações com a poluição, adiantando-se que estores, torneiras e candeeiros começam a ficar pretos e as pessoas estão com receio do ar que estão a respirar. Também se salientou que apesar de ter havido sempre casos de poluição, esta só piorou efetivamente no último ano.

Sobre a qualidade do ar, Pedro Ferreira comentou que já falou com o Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) mas que não tem conhecimento de nenhuma inspeção à qualidade do ar, etc. Também adiantou que deverá falar com o Ministério do Ambiente até ao fim do mês, pedindo mais uma vez os populares para estarem presentes nessa reunião, de forma a exporem a realidade das suas vidas. Esta última situação deverá ser ainda coordenada com o Ministério para que se concretize.

No âmbito destas informações, Pedro Ferreira referiu ainda que já foi adjudicada a empreitada de limpeza dos 4,5 quilómetros da ribeira da Boa Água. O trabalho foi entregue a uma empresa de Constância por 16 mil euros mais IVA, referiu o autarca.

As máquinas vão entrar em terrenos privados mas, referiu o presidente, o objetivo é limpar a ribeira da poluição, pelo que acredita que não haverá problemas.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome