- Publicidade -

Segunda-feira, Janeiro 24, 2022
- Publicidade -

Torres Novas | Teatro Virgínia esgotado para receber ‘O Quebra-Nozes’

«Russian Classical Ballet», a prestigiada companhia de Moscovo, dirigida pela bailarina Evgeniya Bespalova, regressa a Portugal para apresentar o bailado clássico «O Quebra-Nozes». Em Torres Novas tem sessão marcada para o próximo sábado, dia 18 de dezembro, num Teatro Virgínia cuja lotação está já esgotada.

- Publicidade -

Um sonho de Natal com bonecos animados, criaturas maléficas e um herói improvável – o príncipe Quebra-Nozes. Repleto de romance e fantasia «O Quebra-Nozes» exalta a capacidade de sonhar das crianças e a genuinidade dos seus sentimentos – o primeiro amor de Clara.

Na apresentação do espetáculo pode ler-se que a «Russian Classical Ballet» apresenta uma “produção clássica, com cenografia realista de uma beleza incrível, figurinos manufaturados com detalhes sumptuosos, e um elenco de solistas e corpo de baile irrepreensíveis”.

- Publicidade -

Preservar a tradição do Ballet clássico russo, é a missão da companhia «Russian Classical Ballet», dirigida por Evgeniya Bespalova. Uma companhia composta por um elenco de bailarinos graduados pelas mais conceituadas escolas coreográficas: Moscovo, São Petersburgo, Novosibirsk e Perm.

Artistas principais em alguns dos mais prestigiados teatros de dança, entre outros, dão corpo a esta companhia que concilia a mestria e experiência de bailarinos Internacionais, com a irreverência de jovens talentos emergentes no panorama da dança clássica.

- Publicidade -

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome