Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Julho 29, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Torres Novas: Teatro infantil com muito “Amarelo” no Teatro Virgínia

O Teatro Virgínia, em Torres Novas, torna-se amarelo na próxima sexta-feira e sábado, dias 12 e 13, com a peça infantil de Catarina Requeijo. Os mais novos ficarão a conhecer esta cor através dos cinco sentidos e as histórias que a encenadora e atriz partilha numa ilha onde o vermelho, o cor-de-rosa, o preto ou o azul não são bem-vindos.

- Publicidade -

O espetáculo passa-se na ilha do Amarelo “teimoso, obstinado, divertido e muito pouco falador” que se aproxima do imaginário infantil onde tudo é possível. As crianças dos três aos seis anos são convidadas a descobrir um mundo muito peculiar que retrata as consequências do que acontece quando apenas gostamos do que se conhece. O tema volta a ser abordado nas oficinas que se realizarão a seguir.

A carreira profissional de Catarina Requeijo tem forte ligação ao público infantil e além de encenadora e intérprete é contadora de histórias. O seu percurso artístico inclui o curso de formação de atores da Escola Superior de Teatro e Cinema, a passagem pelo TEUC – Teatro dos Estudantes da Universidade de Coimbra, trabalhos com diversos encenadores e a docência de Expressão Dramática.

- Publicidade -

Quem gostar de amarelo, e não só, estará sentado na plateia na próxima sexta-feira e sábado. O dia 12 é dirigido aos alunos do pré-escolar com espetáculos marcados para as 10h30 e as 14h30 com um custo de €2,00. No fim-de-semana, dia 13, a peça integra o programa das famílias a partir das 11h00 por €3,00. A lotação é limitada a 50 lugares.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome