Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sexta-feira, Setembro 17, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Torres Novas | Secretária de Estado da Inclusão inaugura novo Mercado do CRIT

A Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, esteve esta quinta-feira, 22 de julho, em Torres Novas, para dois momentos inaugurais do Centro de Reabilitação e Integração Torrejano (CRIT). A instituição mudou o nome da sede e abriu um Mercado de produtos locais no centro histórico da cidade.

- Publicidade -

O primeiro momento ocorreu na sede do CRIT, que passa a chamar-se “Academia para a Inclusão”. Segundo esclareceu Carlos Ramos, presidente em substituição da instituição, tratou-se de uma mudança semântica com o objetivo de focar e reforçar as atividades que são desenvolvidas no espaço, voltadas para a reabilitação e inclusão social. 

Na sua intervenção nesta primeira inauguração, Carlos Ramos adiantou que se encontra a decorrer uma candidatura que, caso seja aprovada, vai financiar o futuro novo Lar Residencial, a instalar no concelho de Alcanena. O CRIT encontra-se também a trabalhar para a criação de um Centro de Atividades Ocupacionais.

- Publicidade -

Secretária também inaugurou Mercado Foto: mediotejo.net

A instituição tem seis valências sociais espalhadas pela cidade torrejana, tendo inaugurado também nesta tarde o seu novo “Mercado e Sabores” na rua Alexandra Herculano, no edifício Pedro Ferreira. Este projeto, adiantou Carlos Ramos ao mediotejo.net, foi financiado pelo programa Portugal Inovação Social em cerca de 30 mil euros, que permitiram a aquisição dos equipamentos. 

Neste segundo momento inaugural, o responsável frisou um projeto de “empreendedorismo” de inclusão social, que vai dar trabalho a cinco dos alunos do CRIT. Aqui vão ser expostos e vendidos produtos feitos na instituição, assim como produtos locais.

“Com este projeto pretendemos reforçar a importância da inclusão no mercado de trabalho” de pessoas com deficiência, referiu, esperando-se também que permita angariar receita para fazer face aos cerca de 500 mil euros anuais de despesa da instituição. Espera-se também que seja bem sucedida esta integração na sociedade e que permita dinamizar o centro histórico.

Presente na sessão, o presidente de Torres Novas e co-fundador do CRIT, Pedro Ferreira, deixou o desafio para que o candidato vitorioso das eleições de setembro continue a colaborar com a instituição. A inclusão e a saúde mental são objetivos que se querem para Torres Novas, frisou, apelando à continuação e promoção destes projetos.

A Secretária de Estado interveio nas duas ocasiões, realizando a exposição mais extensa no descerramento da placa da “Academia para a Inclusão”. Lembrando os efeitos da pandemia no quotidiano das pessoas com deficiência, referiu que o Governo está a procurar reabrir o mais rapidamente possível as atividades socialmente úteis. A previsão é que em setembro, adiantou, se possa transitar para “uma nova realidade mais aberta”.

Mercado do CRIT vai dar trabalho a cinco pessoas,, uma em contrato e as restantes em modo ocupacional Foto: mediotejo.net

Ana Sofia Antunes deixou o apelo para que mais instituições façam parcerias com o CRIT, a fim de incentivar a inclusão de pessoas com deficiências e permitir-lhes experiências bem sucedidas, nomeadamente quanto ao emprego. Adiantou também que foi finalmente aprovado em Conselho de Ministros, com calendário de execução até 2025, a nova Estratégia Nacional para Inclusão de Pessoas com Deficiência. “Sentimos que demos mais um passo”, confessou.

Na inauguração do “Mercado”, a governante frisou “uma ideia fora da caixa”, ao nível dos projetos que o Governo tem procurado apoiar. Constatou também que a pandemia afetou o desemprego das pessoas com deficiência.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome