Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sábado, Maio 8, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Torres Novas | Requalificação do Almonda Parque quer impulsionar recuperação do centro histórico (c/áudio)

O município de Torres Novas marcou o dia 25 de abril com a inauguração da requalificação da envolvente do parque de estacionamento já designado de “Almonda Parque”, criando-se todo um espaço verde em torno do rio que propicia uma nova vivência do centro histórico. Na inauguração, o presidente da Câmara, Pedro Ferreira (PS), adiantou que há pelo menos 50 edifícios a serem recuperados.

- Publicidade -

A inauguração foi um breve momento logo após o hastear da bandeira, na manhã de domingo, 25 de abril. Pedro Ferreira e o presidente da união de freguesias de Torres Novas (Santa Maria, Salvador e Santiago), António Morte, descerraram a placa do Parque Almonda, seguindo-se um breve discurso do presidente da câmara.

- Publicidade -

 

Para além do agora novo parque verde, o município encontra-se a reabilitar outros edifícios degradados, como a Central do Caldeirão e o Prédio do Alvarenga. Estes são projetos, financiados com fundos europeus, que trazem “contributos muito grandes” para renovar a zona histórica da cidade torrejana e atrair a juventude, refletiu o presidente.

Placa foi descerrada por Pedro Ferreira e António Morte Foto: mediotejo.net

Pedro Ferreira avançou também que, segundo dados do Urbanismo, há “mais de 50 casas a ser reabilitadas no centro histórico”. Algumas do município, mas a maioria de particulares, frisou. “São sinais extremamente importantes que agradarão a todos os torrejanos”, notou.

“Deixem-me sentir um pouco orgulhoso por estar a acontecer nestes mandatos esta reabilitação do centro histórico”, continuou o autarca, salientando um “momento de alegria” celebrado em pleno 25 de abril. Conforme recordou, uma das maiores conquistas de 1974 foi o poder local.

A obra da envolvente do Almonda Parque custou 1.056.044,18 euros, acrescido de IVA, sendo financiada a 1.033.751,15 euros por fundos europeus do Portugal 2020. Na prática construiu-se um parque público, com uma nova ponte da Bácora, havendo ainda intervenção no Moinho dos Duques, nos arruamentos, e incorporando a ciclovia. Foi também requalificada a zona da Tarambola. Esta zona faz ligação direta à Central do Caldeirão.

Parque junto ao rio foi reabilitado e está mais bonito e verdejante Foto: mediotejo.net

Após a inauguração o grupo seguiu para a Praça dos Claras, onde decorreram os discursos do 25 de abril com intervenções de todas as forças políticas do concelho. Seguiu-se um concerto de Fernando Tordo no Teatro Virgínia.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome