Torres Novas | Renova investe 180 mil euros em equipamentos de Raio-X para o CHMT (c/vídeo)

Secretário de Estado da Saúde, António Sales, esteve presente na entrega dos equipamentos no Hospital de Torres Novas Foto: mediotejo.net

A empresa Renova, com sede em Torres Novas, entregou esta terça-feira, 14 de julho, ao Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) dois aparelhos de Raio-X portáteis, no intuito de reforçar os equipamentos de diagnóstico de Covid-19. Trata-se de um investimento na ordem dos 180 mil euros, destinado à enfermaria de casos Covid-19 e à Unidade de Cuidados Intensivos. O momento contou com a presença do Secretário de Estado da Saúde, António Sales, que frisou o esforço do Governo em preparar os hospitais para o inverno e para uma eventual segunda vaga do vírus Sars-Cov-2.

PUB

A iniciativa partiu da Renova que, através do município de Torres Novas, fez chegar ao CHMT a intenção de oferecer algo que ajudasse no combate à pandemia. Segundo explicou o presidente do Conselho de Administração do CHMT, Carlos Andrade Costa, a instituição já estava a realizar os procedimentos para a aquisição dos Raio-X móveis, pelo que se concretizou assim nestes equipamentos o gesto solidário da Renova.

Renova oferece aparelho de raio x ao CHMT. Discursos oficiais, com presença de Secretário de Estado da Saúde

Publicado por mediotejo.net em Terça-feira, 14 de julho de 2020

Paulo Pereira da Silva, CEO da Renova, manifestou a “honra” da empresa em fazer algo em prol da comunidade. “Se pudermos ajudar qualquer coisa no combate”, refletiu, “deixa-me uma enorme alegria, mesmo que seja muito pouco” comparado com o que se faz nos hospitais, afirmou.

PUB

O gesto da Renova foi elogiado pelo presidente da Câmara de Torres Novas, Pedro Rodrigues. “Fui apenas um mero intermediário”, constatou, referindo que também o município se colocou ao dispor para ajudar o CHMT em alguma necessidade. “O CHMT é o verdadeiro exemplo do serviço público de saúde, que não tem fronteiras”, comentou, sublinhando o trabalho de Carlos Andrade Costa.

CHMT. Secretário de Estado da Saúde

Publicado por mediotejo.net em Terça-feira, 14 de julho de 2020

A encerrar a apresentação, o Secretário de Estado da Saúde agradeceu o contributo da Renova, lembrando que os equipamentos ficarão para além deste período de pandemia.

PUB

“Sempre soubemos que não podíamos vencer esta guerra dura de forma isolada. Por isso temos que contar com todos: autarquias, IPSS’s, sociedade civil, tecido empresarial. Percebemos que só em rede e com este trabalho de multidisciplinariedade podemos de facto conseguir ultrapassar estes obstáculos. E muitos têm-se de facto chegado à frente, a quem muito agradecemos”, referiu.

António Sales deixou a garantia que o Sistema Nacional de Saúde vai continuar a ser valorizado. Adiantou assim que as Unidades de Cuidados Intensivos têm vindo a ser reforçadas no país, para cerca do dobro, assim como a capacidade de testagem à Covid-19 (para cerca de 24.500 testes diários).

“Temos que estar preparados para uma eventual segunda onda que possa vir”, frisou, nomeadamente ao nível do reforço dos recursos humanos (mais 3.800 profissionais contratados) nas unidades de saúde e na vacinação da população para a gripe.

Reforço dos recursos humanos nos hospitais e na capacidade de testagem é a grande aposta do Governo para o próximo inverno e uma eventual segunda onda Foto: mediotejo.net

Em declarações aos jornalistas, António Sales frisou o CHMT como “bom exemplo de separação entre uma zona covid e não covid”, o que permitiu manter a atividade assistencial. Exemplo esse, constatou, que terá que ser seguido no próximo inverno.

O CHMT nunca esteve sobrecarregado ao nível dos Cuidados Intensivos, adiantou, tendo recebido inclusive utentes de outras zonas do país. A aposta agora, notou, é o reforço de recursos humanos.

PUB

Já Carlos Andrade Costa adiantou à comunicação social que o investimento da Renova ronda os 180 mil euros. “Temos que ter equipamentos de qualidade em termos de imagem e que estão afetos a uma das áreas assistenciais”, explicou. Uma vez que a Covid-19 é contagiosa, não fazia sentido andar a circular entre serviços com os Raios-X, daí a necessidade de dois, um para a enfermaria, outro para os Cuidados Intensivos.

Constituído pelas unidades hospitalares de Abrantes, Tomar e Torres Novas, separadas geograficamente entre si por cerca de 30 quilómetros, o CHMT funciona em regime de complementaridade de valências, abrangendo uma população na ordem dos 260 mil habitantes de 11 concelhos do Médio Tejo, no distrito de Santarém, Vila de Rei, de Castelo Branco, e ainda dos municípios de Gavião e Ponte de Sor, ambos de Portalegre.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here