- Publicidade -

Terça-feira, Janeiro 25, 2022
- Publicidade -

Torres Novas | Renova dá por concluídas limpezas do rio Almonda

Os responsáveis da fábrica de papel Renova, em Torres Novas, deram hoje por concluídas as operações de limpeza do rio Almonda depois de uma falha de controlo no processo de produção ter originado uma descarga de pasta de papel e espuma na sexta-feira para aquele curso de água.

- Publicidade -

“No seguimento do incidente que decorreu na passada sexta-feira, a Renova tudo fez, no imediato, para mitigar os efeitos do mesmo, devido a uma anomalia técnica e que foi reportada à APA – Agência Portuguesa do Ambiente. Os trabalhos iniciaram-se logo após a ocorrência, no sentido de repor as condições naturais no leito do rio. Neste momento todos os processos estão controlados, estando repostas as condições naturais do Rio Almonda e a ETAR a funcionar dentro dos parâmetros exigidos”, disse ao mediotejo.net fonte oficial da empresa.

Os trabalhos de limpeza do Almonda ficaram concluídos esta terça-feira. Foto: DR

A Renova, localizada na Zibreira, concelho de Torres Novas, reconheceu o registo de ocorrência de uma falha de controlo no processo de produção que fez com que tivesse ocorrido uma descarga de pasta de papel para o rio Almonda, tendo afirmado que o mesmo foi “pontual” e ter encetado de imediato “medidas preventivas para a situação não se venha a repetir”.

- Publicidade -

Segundo fonte do SEPNA, a equipa tomou conhecimento de uma “pequena avaria” e levantou o respetivo auto de contra-ordenação na segunda-feira, que será enviado à Agência Portuguesa do Ambiente (APA). É à APA que caberá fazer as restantes diligências de análise.

Também o Ministério do Ambiente foi alertado pela Quercus depois de um dirigente desta associação ter encontrado vestígios no local no domingo, dia 19, onde se deslocou após o contacto do mediotejo.net.

- Publicidade -

O mediotejo.net contactou ainda o ambientalista Francisco Ferreira, presidente da Zero – Associação Sistema Terrestre Sustentável, que esclareceu que a descarga de pasta de papel “não é tóxica”, no sentido que não provocará um envenenamento. Os seus efeitos são mais físicos, de “afetação” das margens e do leito do rio com a matéria sólida instalada. “Aquilo depois pode ser um alimento para muitos organismos e ao degradar-se pode trazer problemas”, explicou, nomeadamente de falta de oxigénio no rio. Porém a situação seria mais grave se decorresse no verão”, constatou.

O casal que fez a denúncia será recebido pela Renova na quinta-feira, dia 23, tendo a empresa mostrado disponibilidade para explicar a origem da descarga no rio Almonda.

*Com Cláudia Gameiro e Sónia Leitão

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

3 COMENTÁRIOS

  1. Esta equipa do Sepna de Torres impressiona pela estupidez e incongruência se não vejamos:

    primeiro diz que foi lá e não viu nada
    depois no dia seguinte já consegui enxergar com a espuma branca ao longo de quilómetros depois de publicado o video do Médio Tejo nas redes sociais, e aparentemente, nesse dia foi à Renova pedir explicações
    e agora já se transformaram em técnicos ambientais de excelência e a uma descarga de pelo menos 2 dias consecutivos para o rio dizem que foi uma pequena anomalia! !…
    Mas o que será uma grande anomalia na óptica do Sepna de Torres Novas?
    E ficaram com vestígios da espuma para se verem quais os químicos que foram descarregados no Almonda? E viram se havia peixe morto? E no futuro passarão mais vezes junto a esta manilha para ver se enxergam alguma coisa? Ou só actuam 24/48 horas depois para darem tempo das coisas se dispersarem?

  2. É a primeira vez que vejo uma entidade a assumir as culpas e a tomar medidas para corrigir os problemas e os estragos. Penso que é uma atitude louvável por parte da Renova, se todas as empresas fossem assim estaríamos muito melhor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome