Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Julho 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Torres Novas | Relatório de contas aprovado pela maioria PS

*Texto retificado sobre sentido de voto do CDS a 2 de maio de 2017, pelas 12h07

O relatório de contas da Câmara de Torres Novas recebeu pareceres negativos de praticamente todas as bancadas da assembleia municipal. Com excepção do CDS, que se absteve, toda a oposição votaria contra, passando o relatório por maioria com os votos de PS.

O tópico começou a ser votado perto da meia-noite, optando o presidente da Câmara, Pedro Ferreira, por dar de imediato voz aos deputados. De recordar que o município terminou 2016 com um resultado líquido de cerca de 2 milhões de euros e uma redução da dívida em 18%, para 19 milhões. No entanto, o investimento reduziu-se, sobretudo, à obra do Convento do Carmo e várias pequenas obras ao longo do concelho.

As intervenções começaram por Arnaldo Santos (PSD) que constatou exatamente o pouco investimento municipal em resultado dos encargos do passado. António Gomes (BE) referiria que “falta clareza e um pouco de honestidade intelectual” ao documento. Manuel Ligeiro (CDU) considerou o documento pouco realista e apelou a mais rigor no planeamento da atividade municipal. Já Ramiro Silva (CDU) lamentou que nas explicações dadas durante a sessão sobre a obras do Convento do Carmo se tenha faltado à verdade.

O documento foi aprovado por maioria, com dois votos contra da CDU, quatro do BE e quatro do PSD. O CDS absteve-se.

 

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here