“Torres Novas: Que futuro para o Centro?”, por Adelino Correia-Pires

A Câmara deliberou adquirir o antigo edifício da Caixa Geral de Depósitos no centro histórico de Torres Novas e isso pode ser uma boa notícia. Mas a decisão, só por si, se for avulsa, é curta e não chega.

Antigo edifício da Caixa Geral de Depósitos, em Torres Novas. DR

A Câmara deliberou adquirir o antigo edifício da Caixa Geral de Depósitos no centro histórico de Torres Novas e isso pode ser uma boa notícia. A decisão, só por si, se for avulsa, é curta e não chega. Mas entre ter um edifício há anos e anos fechado ou dar-lhe alguma utilização adequada que possa servir como âncora para outra vivência na zona, não vejo porque seja pior.

PUB

Tenho para mim que os chamados ‘centros históricos’ das médias cidades de interior poderão ter um futuro risonho. Assim se ponham os interesses da comunidade acima dos interesses da pequena política. Todos, mas mesmo todos, seriam poucos para fazer tanto do que é necessário. Quem tem o poder deverá ter ouvidos e humildade para partilhar discussões estratégicas. E quem está na oposição, não deveria criticar, só porque sim, mesmo quando as decisões fazem sentido. Ainda que curtas.

Que futuro para o Centro? Quais os eixos prioritários?
Reabilitar – como, para quem, e para quê?

PUB
  • Os centros deverão ser espaços de proximidade. Onde os mais velhos possam continuar a viver e conviver. Mantendo os seus hábitos de convívio diário, de vivência diária, de compras diárias. De combate à solidão e ao isolamento. Nenhum lugar o poderá substituir.
  • Os centros deverão ser também espaços onde os mais novos possam viver e aprender a construir laços de afectos. Numa sociedade cada vez mais deslaçada, com famílias cada vez mais distantes e menos numerosas, os ´vizinhos’ de proximidade serão as suas ‘novas famílias’. Construídas numa base de afectos próximos e solidários.
  • Os centros deverão conseguir recuperar as artes e ofícios tradicionais: a costureira; o sapateiro; o encadernador; o restaurador; tantas e tantas outras que o tempo tem ofuscado e que, mais tarde ou mais cedo virão a ser necessárias. Para tal, seria preciso ‘rasgar’. Com políticas de apoio aos ´mestres´ que quisessem formar e aos ‘ jovens’ que quisessem aprender e fixar-se no futuro.
    Imagino o Centro de Torres Novas (também) como um cluster de artes e ofícios!…
  •  Os centros deverão ser autónomos, mantendo características de bairro. Incentivando o seu comércio tradicional que só poderá sobreviver com espaços âncora. Com mercados regulares e temáticos. Aproveitando e dinamizando os equipamentos já existentes. As Praças 5 de Outubro, dos Claras e do Peixe, incentivando a circulação pedonal entre elas.
  • O centro não pode ter o Posto de Turismo fechado ao fim de semana. E deveria ter orgulho no Rio, na Biblioteca, no Museu, no Virgínia, no Castelo, na Avenida e no Jardim, e no que, se houvesse vontade política e visão estratégica, poderia fazer do Centro de Torres Novas um pequeno-grande oásis.
  • O centro deveria ter uma agenda cultural própria, regular, articulada e integrada.
  •  Enfim, o centro terá que ser reabilitado, habitado e vivido. Com dignidade. Com orgulho. Como um exemplo de que se poderia fazer tudo isto, se todos se unissem em torno de uma causa comum.
    (se nada disto se fizer, pelo menos, que se comunique o que vai acontecendo. No Centro).

Nota: o centro deveria constituir um Órgão integrado por representantes da Autarquia, Partidos Políticos, Instituições e Associações, Lojistas, Senhorios e Moradores. Fica o desafio. Eu continuarei a sonhar e a desarrumar livros…

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here