Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Julho 28, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Torres Novas | Qualidade do ar é boa…mas estação de análises está na Chamusca

O tema da poluição na ribeira da Boa Água e o mau cheiro voltou à reunião camarária de Torres Novas, na terça-feira, 22 de novembro. Uma moradora questionou se já haviam sido feitas as análises à qualidade do ar na zona da ribeira. O presidente da Câmara, Pedro Ferreira, adiantou que a informação da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR), que faz as análises, é de que não foi identificada qualquer contaminação. O problema é que a estação que faz esta avaliação está implantada na Chamusca, a cerca de 20 quilómetros da envolvente da ribeira.

Apesar dos dados referentes às análises da qualidade do ar estarem disponíveis na página da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), esta avaliação e as estações espalhadas pelo país são da competência das Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDRs). Estas instituições analisam os vários poluentes encontrados no ar, sendo que nem todos são prejudiciais à saúde, explicou Pedro Ferreira.

A qualidade do ar na sub-região que abrange Torres Novas (Oeste, Vale do Tejo e Península de Setúbal) tem estado “Boa”, conforme o mediotejo.net pôde confirmar em consultas anteriores à página e os dados disponíveis a 22 de novembro, dia da reunião.

No entanto, como constatou Pedro Ferreira, a estação que faz esta análise está localizada na Chamusca e ainda ninguém da CCDR de Lisboa e Vale do Tejo veio concretamente analisar o ar de Torres Novas.

Após estas explicações, Pedro Ferreira garantiu que vai continuar a insistir com as entidades competentes para que venham ao concelho analisar a qualidade do ar, de forma a saber se é prejudicial ou não à saúde dos moradores. Adiantou ainda que o Secretário de Estado do Ambiente visita Torres Novas a 14 de dezembro, no âmbito do lançamento das obras de duas ETARs, e que trará novidades aos autarcas.

A moradora lançou assim o apelo para que o Secretário de Estado reúna com os moradores da ribeira da Boa Água, conforme já foi pedido em reuniões anteriores.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here