Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Setembro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Torres Novas | PSD pede campanha escolar de sensibilização ao voto e contra a discriminação

Na reunião camarária de Torres Novas de terça-feira, 29 de junho, o vereador do PSD, João Quaresma de Oliveira, reiterou uma proposta, já sugerida noutras ocasiões, no sentido da Câmara concertar esforços com os agrupamentos de escolas para delineação de uma campanha de sensibilização para a importância do voto e contra a discriminação. Face ao contexto político internacional, constatou, é importante que se discutam estas matérias entre os jovens. 

- Publicidade -

Com o ano letivo a terminar, Quaresma de Oliveira deixou novamente a proposta para que se faça um esforço junto das escolas para um programa de sensibilização para os valores da democracia. “Eu acho que a Câmara se devia preocupar”, comentou, abordando os agrupamentos de escolas e procurar “sensibilizar os nossos alunos para a importância dos atos eleitorais”.

Outro foco desta sensibilização, continuou, seria a não discriminação de outros grupos, alertando para as questões do racismo e da homofobia. “Incentivar os nossos alunos a não fazer discriminação”, explicou.

- Publicidade -

O vereador alertou para as notícias, lembrando que as regionais em França tiveram 65% de abstenção. Acresce o crescimento da extrema direita na Hungria e as próprias declarações do Primeiro-Ministro checo contra as pessoas transgénero.

Terminaria a defender “mais gestos simbólicos” e que “temos que ser mais proactivos. Estruturar com os agrupamentos de escolas este tipo de campanha, discutindo temas fraturantes da sociedade, é uma forma de começar desde já a pensar no próximo ano letivo, notou.

Em resposta, o presidente Pedro Ferreira (PS) manifestou a sua concordância com a proposta, admitindo-se preocupado com a crescente abstenção em atos eleitorais. Estes temas, reconheceu, têm que ser trabalhados com os mais novos, sob pena de se perderem os valores de Abril.

A vereadora Helena Pinto (BE) também concordaria com a proposta, lamentando porém que o município torrejano continue sem assinalar, nem que seja com uma mensagem na página eletrónica do município, o Dia Internacional do Orgulho LGBT, a 27 de junho. A temática, constatou, marcou no fim de semana o próprio Europeu de futebol. 

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome