Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Segunda-feira, Outubro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Torres Novas | Projeto de 800 mil euros para melhorar visita às Pegadas dos Dinossáurios (c/vídeo)

O Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) apresentou na quarta-feira, 10 de outubro, em Torres Novas, um projeto de melhoria da visitação do Monumento Natural das Pegadas dos Dinossáurios da Serra de Aire, uma iniciativa da ADSAICA – Associação de Desenvolvimento das Serras de Aire e Candeeiros. Está previsto um investimento de 800 mil euros que passa por substituir todo o material didático e de interpretação existente, o qual se mantém o mesmo de há 20 anos, quando o espaço abriu. A rota de visitação será apoiada por passadiços, para proteger a laje do desgaste.

- Publicidade -

A sessão abriu com a entrega de 15 novas viaturas aos vigilantes da natureza do ICNF, na presença do Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, e da Secretária de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza, Célia Ramos. Seguiu-se a intervenção do presidente da Câmara de Torres Novas, Pedro Ferreira (PS), que elogiou o trabalho de entendimento entre municípios possibilitado pela ADSAICA, nomeadamente no que toca às Pegadas dos Dinossáurios, espaço a que todos reconhecem potencial didático e turístico.

“Mas estamos preocupados com a degradação do espaço”, reconheceu, pelo que se quer tentar preservar esta herança.

- Publicidade -

Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, e da Secretária de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza, Célia Ramos, entraram num dos novos veículos dos vigilantes da natureza Foto: mediotejo.net

Após uma apresentação do presidente do ICNF, Rogério Rodrigues, sobre o aumento de recursos humanos, equipamentos e viaturas na instituição nos últimos dois anos (mais de 70 pessoas contratadas para vigilantes da natureza), Maria de Jesus Fernandes, também do ICNF, apresentou o projeto elaborado para valorizar as Pegadas dos Dinossáurios. O plano de melhorias, frisou, é da ADSAICA, em colaboração com o ICNF.

A jazida dos dinossáurios foi classificada em 1996, tendo aberto ao público em 1997, mantendo até hoje o mesmo filme de apresentação e o mesmo circuito de interpretação da época.

“Tem havido investimento, algumas obras de melhoramento, mas todo o modelo, todo  o projecto carece de um olhar mais atento , de uma revisitação, daquilo que é os modelos de visitação que estão associados a este tipo de estruturas”, referiu.

A laje com 175 milhões de anos, contendo o maior trilho de saurópedes conhecido, é “um património revelantíssimo e de importância mundial”

Apresentação de projeto de melhoria de condições de visitação das Pegadas de Dinossauros

Publicado por mediotejo.net em Quarta-feira, 10 de Outubro de 2018

Entre as medidas a implementar está a geoconservação da jazida, uma vez que se encontra exposta às intempéries, embora não existam opiniões unânimes quanto ao melhor modelo de conservação, admitiu.

Vai apostar-se ainda em novos materiais divulgação, recorrendo-se a materiais mais interactivos, uma nova exposição permanente e um novo filme. Pretende-se ainda “criar rotas de visitação que liguem as diferentes jazidas do território, algumas de relevância muitíssimo importante”, adiantou.

O projeto inclui ainda um levantamento 3D para memoria futura, uma vez que “há pequenos levantamentos mas a jazida integral não está feita”.

O investimento, que estimou nos 800 mil euros, vai ainda requalificar a estrutura, renovando edifícios, vedações, o sistema de controlo de acessos, a área de exterior, jardim jurássico e conservação da réplica gigante do dinossáurio. Por forma a reduzir o impacto dos visitantes sobre a laje, serão instalados “passadiços sobreelevados”.

Vai procurar-se ainda criar outro tipo de pacotes que atraiam mais público, referiu, apontando a proximidade de Fátima.

Apresentação de projeto de melhoria de condições de visitação das Pegadas de Dinossauros

Publicado por mediotejo.net em Quarta-feira, 10 de Outubro de 2018

João Pedro Matos Fernandes encerrou a sessão, apontando a necessidade de se apostar na “economia verde”. O governante afirmou que gostaria de terminar a legislatura consciente de que deixara um “ministério melhor do que aquele que encontrámos”, saudando também as mudanças levadas a cabo pelo poder local.

O Ministro adiantou ainda que estão a ser investidos mais de 12 milhões de euros em projetos de natureza ambiental, abordando as potencialidades do novo Fundo Ambiental.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome