Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Agosto 5, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Torres Novas: Presidente da Junta pede dinheiro para “garagem pública”

O presidente da junta da união de freguesias de Brogueira, Parceiros de Igreja e Alcorochel, Manuel Carvalho Júnior, foi à reunião de câmara pública de Torres Novas pedir apoio para pagar a construção de uma garagem para as duas carrinhas da autarquia.

Esta terça-feira, dia 29 de março, o autarca reconheceu que os transportes têm ficado em casa do tesoureiro da União de Freguesias.

Manuel Carvalho Júnior explicou que, com a fusão de freguesias, a autarquia que dirige viu-se com duas carrinhas e sem espaço para as guardar. A localização escolhida causou alguma contestação pública, pelo que o presidente entendeu avançar com a construção de uma garagem para o efeito, agora que já existe espaço disponível.

A obra deverá custar 27 500 euros, mais IVA, pedindo o autarca 10 mil euros ao município para pagar o correspondente ao IVA.

O tema da garagem gerou alguma troca de palavras entre os vereadores da oposição PSD, CDU e Bloco de Esquerda para com o presidente de junta, constatando-se a interferência da esfera privada do autarca na esfera pública. O vereador do PSD, Henrique Reis, chegou a saudar os esforços de Manuel Carvalho Júnior para resolver os problemas da união de freguesias, mas disse também que “é necessário saber separar as águas”.

Já o presidente da Câmara de Torres Novas, Pedro Ferreira, garantiu que a questão do apoio do município será analisado pelos serviços e discutida posteriormente em reunião de câmara.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

1 COMENTÁRIO

  1. Boa tarde,

    Contacto-vos, mais uma vez, com o intuito vos dar conhecimento do estado em que se encontra a rua onde resido desde 2003.

    Faço-o em nome individual, como munícipe que se sente lesado e defraudado com as expetativas que ao longo dos anos, todos quantos passaram pelo cargo de presidente da junta, me foram transmitindo:”está para breve…”, “para o ano alcatroam…”, “já está em projeto, falta aprovar….”, etc,etc….

    As conversas foram quase sempre vazias e sem qualquer intenção de servir e lutar pela dignidade e segurança na circulação de viaturas e peões.

    Bem sei, que por aqui passam poucas vezes, pois se o fizessem não deixariam que esta rua com onze moradias e outras tantas famílias chegasse a este ponto.

    Também sei que os tempos não são de fartura e compreendo que um projeto de asfaltamento para a referida rua deva seguir os seus trâmites e requisitos legais, mas a manutenção da mesma, requer apenas boa vontade e bom senso.

    Com 4 intervenções anuais a nossa Rua do Lavradio conseguia estar em condições de circular, para não falar das bermas, que tapadas com erva alta ilude quem não conhece o local e as mesmas mais não são do que buracos que em algumas zonas atingem 1,5m de profundidade sem qualquer proteção.

    Peço,caso possível, mais uma vez à divulgação desta situação para que a junta intervenha no sentido de repor e reparar a segurança e circulação de viaturas e peões.

    Melhores Cumprimentos

    Pedro Cochicho

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome