Torres Novas: Prémio Maria Lamas para tese sobre direitos das mulheres trabalhadoras

foto CM Torres Novas

A professora de História do ensino básico e secundário Virgínia do Rosário Baptista foi a vencedora do Prémio Maria Lamas 2016, com uma tese de doutoramento sobre “Protecção e direitos das mulheres trabalhadoras em Portugal (1880-1940)”. O Prémio, instituído pela Câmara de Torres Novas, contempla um valor de 3 mil euros e será entregue no dia 9 de julho no Museu Municipal Carlos Reis.

PUB

A decisão do júri foi unânime, refere informação da Câmara de Torres Novas. Este foi constituído por Miguel Vale de Almeida (ISCTE-IUL), Inês Brasão (IPL) e Ana Maria Brandão (UM). O Prémio Maria Lamas destina-se a galardoar estudos sobre a Mulher, Género e Igualdade.

Virgínia do Rosário Baptista nasceu em Lisboa em 1958. É licenciada em História e mestre em História Moderna e Contemporânea, na especialidade de História Económica e Social, sendo a tese a concurso o seu doutoramento. Foi bolseira da Fundação para a Ciência e Tecnologia, Investigadora do Centro de Estudos de História Contemporânea e é desde 2014 investigadora do Instituto de História Contemporânea da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.

PUB

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here