Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Agosto 5, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Torres Novas | Os Verdes reclamam despoluição da Ribeira da Boa Água

O Partido Ecologista Os Verdes reclamou a calendarização de medidas de despoluição da Ribeira da Boa Água, inserida na Reserva Natural do Paúl do Boquilobo, uma reserva da biosfera da UNESCO.

- Publicidade -

Num projeto de resolução entregue na Assembleia da República, Os Verdes alertam para “os problemas graves de poluição” com que a Ribeira da Boa Água (afluente do rio Almonda que atravessa o concelho de Torres Novas e desagua no Tejo) se debate há vários anos “sem que tenha existido uma ação eficaz para a sua resolução”.

De acordo com os deputados Heloísa Apolónia e José Luís Ferreira, trata-se de um recurso hídrico que, “além do seu valor próprio, assume uma relevância ainda mais acentuada na região” por se encontrar inseridos na Reserva Natural do Paúl do Boquilobo, património classificado pela UNESCO como Reserva da Biosfera, estando também classificado como Zona Húmida de Importância Internacional e Zona de Proteção Especial para a avifauna.

- Publicidade -

A poluição da Ribeira da Boa Água causa, segundo Os Verdes, “maus odores” que prejudicam “fortemente a população, contribuindo para a degradação da sua qualidade de vida”.

As frequentes descargas nos recursos ribeirinhos têm sido nos últimos anos denunciadas pela população junto das autoridades e, recordam os deputados, “o ministro do Ambiente do anterior Governo, PSD/CDS [Jorge Moreira da Silva], chegou mesmo a qualificar a empresa Fabrióleo como um «infrator militante»”.

No entanto, acrescentam, “as soluções tardam e os infratores vão beneficiando da situação”, com a qual o PEV defende que “não de deve continuar a pactuar”, instando a Assembleia da República a “envidar esforços junto do Governo para que avance com o processo de “identificação e publicitação das fontes poluidoras” da Ribeira, bem como com a “programação e calendarização das medidas necessárias para a despoluição” daquele curso de água.

E, por fim, que seja garantida a “fiscalização que assegure prevenção em relação à não poluição da Ribeira da Boa Água”, no futuro, refere o projeto de resolução.

Agência de Notícias de Portugal

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome