Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Setembro 21, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Torres Novas: Nascente do Almonda vai ser requalificada

O presidente da Câmara de Torres Novas, Pedro Ferreira, apresentou na reunião de câmara de 5 de julho, terça-feira, descentralizada em Zibreira, dois projetos de requalificação da nascente do rio Almonda. O espaço, situado por trás da fábrica 1 da Renova, está bastante degradado e cheio de mato e o município pretende requalificar a estrutura, a fim de permitir visitas em segurança.

Nascente do Almonda, por trás da fábrica antiga da Renova, na localidade de Almonda,
Nascente do Almonda, por trás da fábrica antiga da Renova, na localidade de Almonda. Foto: mediotejo.net

O mediotejo.net visitou a nascente após o fim da reunião camarária, situada na aldeia de Almonda. Sem sinalização, no afunilamento de uma estrada de terra batida, a nascente é quase impossível de ser encontrada a menos que se pergunte pela sua localização.

Até chegar ao local passa-se por um conjunto de casas em ruínas e as traseiras da antiga fábrica da Renova, encontrando-se quase por acaso a nascente, rodeada por uma grade e com um painel onde se lê “Cuidado – Perigo de Afogamento”. Há indicação de um percurso pedestre, mas bastante degradado.

Os dois projetos de requalificação já existem (um tem data de 2010), e agora pretende-se colocá-los em prática. Pedro Ferreira não soube indicar à comunicação social o valor global das obras, uma vez que os preços estarão desatualizados, mas um dos projetos estava orçado em 30 mil euros. Pretende-se a requalificação junto à nascente e outra junto à velha fábrica, estando previsto um percurso em madeira e uma limpeza da envolvente.

vereadores analisam projetos de requalificação após o fim da reunião. foto mediotejo.net
Vereadores analisam projetos de requalificação após o fim da reunião. Foto: mediotejo.net

Os documentos foram apresentados aos vereadores e à Junta de Freguesia da Zibreira após o final da reunião. Durante a manhã, a visita à freguesia passou por este espaço, assim como à zona industrial de Zibreira, com uma visita à fábrica da Renova.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

3 COMENTÁRIOS

  1. Chamo apenas a atencão para que, quem queira visitar este local, deve ir até a entrada de Casais Martanes e não á aldeia de Almonda que fica a alguns, mas poucos km…

  2. 30 000 € não dá para nada é só para mandar areia para os olhos. Deviam era obrigar a demolir a fábrica que aquilo é um atentado ambiental. uma zona de grande potencial, mas que devia estar em estado natural, não com aqueles masmorros que de certeza que foram construídos indevidamente.

Responder a SL Cancelar resposta

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome